Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Promotora Vanguard Properties entra na gestão de condomínios e abre a porta à mediação

(Mais) casas de luxo a nascer em Lisboa, nas Amoreiras
Empreendimento A’Tower, em Lisboa, é um dos projetos da Vanguard Properties / Vanguard Properties

A promotora imobiliária Vanguard Properties, do francês Claude Berda e do português José Cardoso Botelho – vencedora do projeto da Comporta, em parceria com a Amorim Luxury –, lançou recentemente a marca Up Stay, que se vai dedicar à gestão de condomínios da empresa (abrange arrendamentos ou operações de Alojamento Local) e ao serviço pós-venda aos seus clientes. Será também, portanto, uma empresa de mediação imobiliária. 

“Entre os serviços que a Up Stay irá oferecer encontram-se a gestão de condomínios, serviços alargados de concierge e gestão de todo o processo de ‘short term rentals’ das propriedades dos clientes da Vanguard Properties ao abrigo dos regimes legais em vigor, nomeadamente do Alojamento Local. Esta gestão incluirá todas as fases do processo, desde o licenciamento até à gestão de reservas”, refere em comunicado a empresa. 

Em declarações ao idealista/news, José Cardoso Botelho, diretor-geral da Vanguard Properties, revela que a empresa dispõe “desde o primeiro dia de uma equipa de vendedores”, que “realizam vendas diretas e dão apoio aos mediadores externos”. 

“Com a entrada de mais edifícios no mercado, foi criada a Up Stay e aumentada a equipa, passando a deter instalações autónomas. A Vanguard Properties colabora, com sucesso, com várias mediadoras nacionais e internacionais, oferecendo os seus produtos, exatamente nas mesmas condições comerciais, nomeadamente de preço”, explica. 

Dentro de três anos, a Vanguard Properties, que tem estado muito ativa a investir no mercado imobiliário nacional, terá sob gestão, através da Up Stay, cerca de 500 imóveis. “Incluirá apartamentos no A’Tower, Infinity, Bayline, White Shell, The Shore Residences e mais tarde no Alto do Farol, Alto do Rio, Muda e Comporta”, adianta José Cardoso Botelho. 

“É fundamental atrair recursos humanos para a Comporta”

Quando questionado sobre os projetos que a Vanguard Poperties está a desenvolver na Comporta, destinados à classe média e que podem ser usados/comprados por quem for trabalhar na região, tendo em conta o desenvolvimento do projeto – são quase mil hectares de terreno –, o responsável diz que “é fundamental ser capaz de atrair mais recursos humanos para a zona, evitando grandes deslocações”. “Nesse contexto, o objetivo é em Grândola e Alcácer do Sal criar projetos imobiliários, apartamentos do tipo T1 e T2, com áreas entre 70 e 100 metros quadrados (m2)”, conta. 

“Neste momento está em curso de aprovação um projeto para cerca de 40 apartamentos, com cerca de 4.500 m2 de área total de construção. Em princípio as casas não são destinadas a venda mas sim arrendamento. Esperamos que o primeiro projeto possa estar concluído dentro de 24 meses”, conclui.