Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

As táticas das agências imobiliárias para resistir ao Covid-19 e continuar a fazer negócio

Mediadoras revelam ao idealista/news como estão a tentar sobreviver. Tecnologia, marketing e tenacidade marcam o caminho.

Freepik
Freepik
Autores: @Frederico Gonçalves, Leonor Santos, Tânia Ferreira

Com o país em estado de emergência, pela pandemia global, o novo coronavírus está a obrigar as empresas e os trabalhadores a reiventarem-se. E a forma como se fazem negócios também está a mudar a toda a velocidade, nomeadamente no setor imobiliário, que, à semelhança do resto da economia, se deverá ver afetado por esta crise causada pela propagação mundial do Covid-19 e está à procura de como minimizar impactos, reagindo e protegendo-se de males maiores. O idealista/news foi saber o que se está ou vai fazer para tentar sobreviver a esta crise, junto de quem percebe do negócio, as mediadoras imobiliárias: as “maiores” e as mais “pequenas”. 

Perguntámos: Como é que se estão a organizar internamente e que estratégias estão a utilizar? Como potenciar e sacar partido da tecnologia e do marketing? As visitas virtuais são uma opção, bem como o aumento de conteúdo multimédia? Que outros conselhos se podem dar para que as mediadoras continuem a fazer negócio? E as respostas que obtivemos de 13 mediadoras a estas questões (que reproduzimos em baixo por ordem alfabética) apontam, sobretudo, para um caminho que passa pelo uso e abuso da tecnologia. Em uníssono, as vozes do setor falam de se aproveitar a oportunidade para a evolução da digitação do imobiliário em Portugal.

  • Como é que se estão a organizar internamente e que estratégias estão a utilizar?

Arcada Imobiliária Expo - Paulo Pereira (Gerente)

O momento é duro para todos os setores, e o imobiliário não é exceção. Muito pelo contrário, se já tínhamos sentido alguma perda de confiança por parte dos investidores com as recentes alterações nos Programas de RNH e Golden Visa, a pandemia declarada devido ao novo coronavírus, veio decididamente alterar o futuro próximo dos negócios neste setor e penso que, de forma definitiva o futuro também a longo prazo, pois embora acredite que o mercado voltará com algum fulgor, tudo dependerá como será a reação do mercado de investimento em geral no país. Seremos vitoriosos não obstante!

Tivemos de recorrer ao trabalho remoto, também conhecido como teletrabalho. Naturalmente, causa alguns desafios, pois o português é uma pessoa que gosta de contacto e valoriza muito a relação interpessoal. Mas a situação pede esforços redobrados para proteger os nossos familiares, amigos, colegas de trabalho assim como aos nossos clientes propriamente ditos.

É fundamental assegurar aos clientes que continuamos a trabalhar nos negócios que presentemente se encontram ativos, como também é essencial continuar os contactos com todos os potenciais clientes que não podem assumir que estamos fora do mercado. É essencial recorrer às redes sociais, emails e, claro está, aos telefonemas pessoais para manter contacto e assegurar que tudo está como devia estar, mesmo com os constrangimentos que a situação requere.

Castelhana Real Estate - Patrícia Clímaco (Partner)

A Castelhana implementou um plano de contingência para garantir a segurança de todos os seus colaboradores, clientes e parceiros e paralelamente manter os excelentes níveis de atendimento que o mercado espera de nós. Nesse sentido, mantemos os serviços mínimos no nosso escritório; suspendemos viagens e presenças em eventos; substituímos reuniões presenciais por conferências de vídeo e áudio e implementámos o trabalho remoto para todos os nossos consultores, sem deixar nunca de estar à inteira disposição dos nossos clientes e parceiros de negócio.  

Century 21 - Ricardo Sousa (CEO)

Conscientes da seriedade da pandemia COVID-19, a Century 21 Portugal está a   implementar um conjunto de medidas de segurança, quer em Portugal, quer em Espanha, para continuar a apoiar os seus franqueados, os consultores imobiliários e todos os clientes, cumprindo os mais elevados padrões de segurança, em termos de saúde pública.

Em linha com as recomendações das instituições internacionais e nacionais, a marca tem em curso um plano especial de contenção e ação para as próximas semanas, com instruções e orientações muito amplas para garantir a segurança e prevenção de contágio com diversas medidas operacionais - que cada franqueado poderá utilizar para sistematizar as recomendações ao universo de cada loja e adaptar à realidade local de cada unidade - que já foi divulgado a todos os colaboradores e parceiros, em Portugal e Espanha. 

Naturalmente, as sedes em Lisboa e Madrid estão com as equipas de gestão em modo de teletrabalho, para prestar remotamente todos os serviços de apoio à rede Century 21. Igualmente, aos franqueados da marca está a ser recomendado que evitem realizar contactos diretos, e que as reuniões com equipas e clientes sejam efectuadas, preferencialmente, por telefone ou videoconferência.

No trabalho diário com clientes proprietários e compradores recomenda-se que o acompanhamento dos processos seja realizado através de vídeo chamada - Whatsapp, Facetime, Skype, ou outras - exceção apenas para situações de presença obrigatória, como por exemplo escrituras e prática de actos urgentes. 

A área de formação continua a sua atividade, contudo, todas as sessões presenciais foram adiadas e substituídas por módulos em formato webinar, com o calendário de formações a ser disponibilizado, semanalmente. 

As equipas especializadas da Century 21 mantêm-se em total atividade no contacto e interação com os bancos, que estão a  dar continuidade aos processos em curso e a acompanhar os novos processos de acesso ao crédito à habitação.

Mantêm-se, assim, as melhores condições para prestar todo o apoio necessário aos nossos franqueados, consultores, parceiros e clientes.

Coldwell Banker Portugal - Frederico Abecassis (CEO)

A Coldwell Banker em Portugal mantém assegurados todos os seus serviços em funcionamento. No entanto, e conscientes do contributo que devemos dar no controlo da propagação do Covid-19, implementámos procedimentos que vão ao encontro dos planos de contingência e recomendações divulgados pelas entidades oficiais, nacionais e internacionais.

A nossa estratégia passa pela atração e retenção dos melhores talentos e desenvolvê-los pessoal e profissionalmente para que possam encontrar a sua voz na Coldwell Banker, disponibilizamos formação permanente e recursos para apoiar o negócio da mediação imobiliária, com o objetivo que tenhamos um papel de relevância não só no mercado onde atuamos como também na sociedade, permitindo assim, elevar a satisfação dos nossos clientes.

Enquanto empresa, a nossa missão é dar 'empowerment' aos nossos consultores e franqueados para que possam deixar a sua marca no mercado imobiliário. 

Engel & Völkers - Constanza Maya (diretora de Operações e Expansão)

Na Engel & Völkers Portugal e Espanha registámos uma diminuição de aproximadamente 25%-30% nos leads. Não obstante, em termos de operações, mantemos a faturação devido à antecipação de escrituras já previstas e porque a nossa estrutura comercial e os nossos escritórios estão preparados para prestar serviços à distância.

Contamos com plataformas tecnológicas para continuar a nossa atividade normal. Exemplo disso, são as mais recentes tecnologias de marketing digital para ver propriedade.

Na Engel & Völkers, contamos com todas as tecnologias para que se possa ver os imóveis de forma remota: com óculos de realidade virtual, vídeos em 3D, renders e infografias de casas para reabilitar, e a tecnologia Matterport, que cria visitas 3D em minutos (experiências imersivas em 3D que são muito mais reais que as tradicionais visitas virtuais em 360º).

Desta forma, os clientes têm assegurado uma primeira impressão muito fiel da propriedade ao poder explorar todo o imóvel a partir do computador, tablet, smartphone ou equipamentos de realidade virtual.

ERA Portugal - Rui Torgal (diretor-geral) 

Como consequência da propagação do Covid-19 em Portugal, a ERA decidiu encerrar todas as lojas físicas em território continental e ilhas, de modo a diminuir o risco de disseminação deste vírus, zelando pela segurança de todos os colaboradores e clientes. Apesar da maioria dos nossos espaços físicos estarem já temporariamente encerrados, os nossos agentes mantêm a sua atividade, através de serviços e ferramentas digitais, que lhes permitem continuar a dar resposta a todas as necessidades dos nossos clientes, em tempo real.  

Grupo Habinédita - administração 

Infelizmente, as transacções estão já a ser, como seria de esperar, prejudicadas. Num mês normal, ao dia 18 a empresa contaria com o mínimo de 30 transacções imobiliárias, e nesta altura temos apenas 10 confirmadas. Mais, quatro negócios "reservados" e com CPCV marcados, caíaram e todos com base no mesmo argumento: coronavírus.

A organização começou bem antes do fecho para "isolamento responsável". Foram criados os 10 mandamentos para que todos os elementos da equipa possam manter a sua atividade "à distância" dentro da maior normalidade possível.

O contacto com o cliente, durante este período, vai ser ainda mais fomentado. Os dias serão "ocupados" para manter bem viva a máxima de "quem não aparece... esquece". Clientes vendedores e compradores. Vendedores para perceberem que estamos mais ativos que nunca na promoção e no investimento de ferramentas para a venda dos seus imóveis. Compradores para perceberem que, com todas as cautelas e devidamente protegidos, estamos ao dispor para efectuar visitas aos imóveis. Os elementos da equipa estão em contacto constante, via telemóvel, redes sociais e skype.

Keller Williams Portugal - Nuno Ascensão (CEO) 

Em primeiro lugar o que fizemos foi garantir que todos os nossos mais de 1.700 associados estavam bem e protegidos. E apoiar qualquer caso necessário. Faz parte da nossa cultura e valores.

Já há duas semanas quer a KW Portugal quer os seus Market Center começaram a testar modelos de funcionamento virtuais para permitir uma adaptação que minimize o impacto. Estes momentos necessitam de mais do que ferramentas remotas de trabalho.

No início da semana fizemos uma reunião online com todos os associados e os nossos líderes, Eduardo Garcia e Costa e Nuno Ascensão, entregaram à rede o seu entendimento sobre o que se está a passar, impacto no negócio dos consultores e ações concretas já operacionais.

Em conjunto com os nossos Market Center desenvolvemos um calendário local de formação dedicada a este período para dotar os nossos consultores de competências e skills para este momento; estamos a tirar partido da casa mãe ter criando em 48h um excecional conjunto de sessões com os melhores formadores e consultores a nível global; Implementamos reuniões diárias de ponto de situação com os Operational Partners dos Market Center para partilhar melhores práticas e informação; Temos também outras iniciativas para partilha de informação, conhecimento e novas ideias, bem como criamos suportes de comunicação diários para ajudar os consultores na organização do seu dia (profissional e pessoal); a nossa “costela” de coaching também tem estado muito ativa com a entrega diária de conteúdo multimédia aos nossos consultores.

Temos uma grande mais valia interna. Somos a maior empresa global de formação e coaching no setor imobiliário e por isso conseguimos rapidamente entregar aos nossos consultores conhecimento e apoio.

Num momento em que nos é pedido um isolamento social, mais do que nunca, sabemos que temos que estar ao lado dos nossos consultores e é com este foco que as equipas da KW Portugal e dos Market Centers estão a trabalhar.

Porta da Frente - Rafael Ascenso (diretor geral)

Em coerência com o cenário atual e visando a proteção de todas as pessoas, colocámos 95% dos nossos colaboradores em regime de trabalho remoto, mas sem deixar de estar à inteira disposição dos clientes. Esta medida de precaução e contenção assenta no principal pilar da empresa, desde a nossa fundação há 25 anos: prestar um serviço diferenciado, personalizado e totalmente focado nas pessoas, sejam clientes, parceiros ou colaboradores.

Predibisa - Fonte oficial

A equipa continua muito ativa através de plataformas digitais internas onde fazemos reuniões/pontos de situação diários. 

Quintela e Penalva Real Estate - Marco Figueiredo (Business Intelligence Analyst)

Em termos de negócio, este é claramente um período particular e com impactos na vida de todos nós. A nível empresarial, a Quintela e Penalva adotou medidas preventivas e que salvaguardassem a saúde e bem estar dos seus colaborados. Desde o dia 11, todo o departamento comercial entrou em teletrabalho e no dia 20 à hora de almoço a empresa tomou a medida de todos os escritórios encerrarem e também o back-office entrar em modo de teletrabalho.

A Quintela e Penalva está dotada e organizada com ferramentas e procedimentos que possibilitam o teletrabalho e que em nada impacta no normal funcionamento da mesma. Toda a estrutura de back-office da empresa assenta em ferramentas online e que nesta fase possibilita que todo o trabalho administrativo e de apoio ao departamento comercial esteja assegurado a 100%. A nível comercial, as nossas equipas em conjunto com as direções comerciais continuam a acompanhar os nossos clientes/proprietários em todos os negócios, essencialmente através de ferramentas digitais. Pontualmente continuam a acontecer alguns eventos físicos, como assinaturas de escrituras. 

Remax - Fonte oficial

A partir do dia 16 de março dividimos as pessoas em equipas, dentro da Remax Portugal, que nunca se cruzam, alternando teletrabalho com presença no escritório, de forma a poder ajudar toda a rede Remax neste momento complicado. Estas medidas aplicam-se unicamente à Remax Portugal, visto que as agências são de gestão independente.

Zome - Patrícia Santos (CEO) 

A Zome implementou a prática do teletrabalho a mais de 1000 colaboradores,  com início no dia 16 de março e por um período de, pelo menos, 1 mês. Durante este período, a Zome irá disponibilizar através de plataformas digitais, conteúdos para os colaboradores continuarem a desempenhar as suas funções, bem como um conjunto de medidas que garanta o bem-estar físico e psicológico dos trabalhadores. 

Além destas medidas, procedeu-se também ao adiamento de todos os eventos presenciais do próximo mês, à suspensão de todas as reuniões, que serão feitas via plataformas on-line, ao cancelamento de todas as viagens de trabalho do staff de apoio e à recomendação da redução drástica de deslocações por parte dos consultores.

Relativamente ao staff de apoio, que se encontra a trabalhar presencialmente e a garantir o seguimento dos processos, todas as atividades são desenvolvidas em gabinetes individuais, tendo sido implementadas rigorosas medidas de higienização e desinfeção nos hubs, com disponibilização de equipamentos de proteção pessoal para utilização interna e distribuição a clientes em caso de necessidade.

  • Como potenciar e sacar partido da tecnologia e do marketing? As visitas virtuais são uma opção, bem como o aumento de conteúdo multimédia?  

Arcada Imobiliária Expo - Paulo Pereira (Gerente)

Naturalmente que agora nestes tempos “diferentes” a tecnologia será o nosso maior aliado. Como disse, a nossa visibilidade é fundamental, sendo que para isso o marketing, e no marketing refiro tanto o marketing pessoal como o marketing dos nossos Imóveis, terá de evoluir ainda mais. Evoluir não só na qualidade mas também na forma, como e a quem é dirigido. Profissionalizar é a 'Golden Rule', tanto no marketing do produto assim como no consultor. Algo que já tínhamos alguma experiência pois uma fração considerável dos nossos clientes é do estrangeiro, e que a apresentação tanto dos nossos serviços como dos nossos imóveis começa invariavelmente à distância. 

As Virtual Tours, Videos 3D e Vídeos dos Consultores apresentando um imóvel serão uma ferramenta excecional, pois assim os tempos o exigem. Infelizmente veremos uma mudança na forma como as pessoas interagem umas com as outras, pois quando tudo isto passar poderá deixar sequelas nas relações interpessoais e com efeitos diretos no nosso trabalho.

Castelhana Real Estate

A tecnologia é sem dúvida o melhor aliado nestes momentos, essencial para que nos possamos manter ativos e quebrar as limitações que esta pandemia criou. E neste particular, a Castelhana tem feito ao longo do tempo diversos investimentos, nomeadamente na promoção e no marketing mas também no atendimento aos clientes, para se manter na linha da frente seja através de visitas virtuais ou de ferramentas como videoconferência, email, whatsapp ou outros meios de comunicação mais tradicionais.

Por isso, atualmente e com as ferramentas que temos à nossa disposição não deverá haver nenhum pedido que não possa ser respondido remotamente. Aliás continuamos, mesmo neste momento, a efetivar inúmeras vendas à distância, principalmente com clientes Golden Visa com os quais interagimos através das ferramentas mencionadas.  

Century 21 - Ricardo Sousa (CEO)

A Century 21 tem sido pioneira na adopção de novas tecnologias para a digitalização do setor imobiliário e este processo de transformação digital já permite uma mudança de paradigma na forma de atuação da nossa rede imobiliária. Todos os serviços estão alojados em sistemas cloud, o que, em complemento com a App Century 21, permite realizar todos os tipos de procedimentos de forma remota, com recurso a computadores e telemóveis - desde a promoção do imóvel, visitas virtuais, acompanhamento das solicitações dos clientes, contratos de promessa de compra e venda, procedimentos de seleção e simulação de requisitos para obtenção de crédito à habitação, até à formalização de propostas para a transação do imóvel -, o que permite total continuidade no apoio aos clientes compradores e vendedores.

Os consultores da rede Century 21 estão totalmente formados e bem preparados para este contexto de operação digital, através do qual a tecnologia permite a realização de todos os processos inerentes às atividades do consultor imobiliário.

Numa situação de contenção económica e social como a que estamos a enfrentar, a tecnologia torna-se o 'game changer' do processo e permite estimular uma nova forma de funcionar, totalmente desmaterializada e com uma redução muito significativa do impacto ambiental, num sector tão complexo como o imobiliário. 

Acredito que a estratégia de digitalização da marca, e do setor imobiliário, vão permitir superar com sucesso os desafios desta situação de pandemia, mantendo a nossa operação em perfeitas condições de atividade e minimizando riscos de contágio para os nossos colaboradores, parceiros, clientes em linhas com as principais preocupações de salvaguarda da saúde pública nacional.  

Coldwell Banker Portugal - Frederico Abecassis (CEO)

A tecnologia é de facto a maior aliada do nosso negócio, devemos olhar para ela como um parceiro, podemos e devemos tirar o melhor partido dela e do marketing, se podermos retirar algo de bom da situação que vivemos atualmente, é que de facto nos retirou a todos da nossa 'confort zone' e fez-nos repensar o nosso negócio e o nosso papel no setor obrigando-nos a ser mais céleres na dinamização do mindset tecnológico, de forma a que possamos criar valor para a sociedade e para o sector imobiliário. Ao mesmo tempo permite-nos diminuir o impacto ecológico, contribuir para uma mobilidade eficiente e agregar valor ao mercado.

Estamos a utilizar todos os recursos à nossa disposição para acompanhar e dinamizar o nosso negócio. Estamos a promover visitas virtuais com os nossos clientes e faz parte da nossa estratégia a utilização do vídeo como veículo principal para a promoção dos imóveis que nos confiam, além disto estamos a dinamizar conferências online para a promoção de imóveis. A tecnologia permite-nos esta conexão, fácil e acessível.

Além destes desenvolvimentos, estamos a ultimar a disponibilização de uma aplicação que irá permitir que todos os contratos possam ser assinados remotamente, permitindo assim agregar valor ao nosso cliente, sendo ele a nossa prioridade.

ERA Portugal - Rui Torgal (diretor-geral) 

Na ERA, desde há muito que utilizamos diversas ferramentas tecnológicas que nos permitem dar todas as respostas aos nossos clientes e, por essa razão, é também com base na tecnologia que iremos manter o mesmo nível de resposta enquanto persistir o surto de Covid-19. 

Para continuarmos a servir as necessidades dos clientes, utilizamos o nosso software, o  G.ERA, um dos sistemas de CRM imobiliário mais avançados da mediação imobiliária, que gere todo o nosso workflow, seja num momento inicial com o registo de um imóvel, passando pelo registo e acompanhamento de um cliente comprador, desde o momento do seu contacto inicial até ao momento da escritura do imóvel. O G.ERA foi desenhado para ajudar o agente ERA a identificar as oportunidades de negócio, a contactar automaticamente os clientes, a fazer campanhas de marketing digital, bem como a gerir ofertas e reservas. O G.ERA é hoje utilizado por mais de 2.500 colaboradores ERA e disponibiliza acesso online e offline, através do Desktop e da App Mobile para os nossos Agentes. 

Em era.pt os nossos clientes podem ainda consultar mais de 50.000 imóveis em comercialização e conversar em tempo real com os nossos agentes ERA, através da ferramenta Live Chat. 

Temos ainda ao serviço do cliente, a nossa nova assistente virtual no Facebook Messenger, a vERA. Este é um serviço criado exclusivamente para ajudar os nossos clientes no processo de venda, compra ou arrendamento de casa num ambiente online/mobile, tendo em conta as preferências definidas por cada cliente. A vERA é um sistema de inteligência artificial, de diálogo inteligente humanizado que responde ainda a questões genéricas sobre os nossos serviços e foi “desenhada” para dar uma resposta à medida de cada cliente.

Grupo Habinédita - administração 

A tecnologia (CRM) e o marketing (ferramentas várias) são, neste momento, os nossos melhores alíados. Temos estado em constante atualização do site e redes sociais. O investimento nesta última ferramenta quadriplicou nestes dias.

As visitas virtuais são aceites nesta primeira fase. Os videos 360º são usados, mas apenas para mostragem dos imóveis. Vendas "à distância" apenas para investidores da empresa, mas cada vez em menos número.

Keller Williams Portugal - Nuno Ascensão (CEO) 

Fruto do investimento de 1.000 milhões de dólares que KW fez estamos hoje ligados aos mais de 180.000 consultores da empresa a nível global bem como à sede da KW nos EUA. Por isso os nossos consultores têm acesso a mais de 30 horas de formação todos os meses. Além de terem na sua posse uma a ferramenta 'Command' que lhes permite efetuar gestão da sua base de dados. Esta tecnologia vai potenciar a capacidade que teremos de reagir a estes tempos. 

Porta da Frente - Rafael Ascenso (diretor geral)

Temos vindo a perceber que, mesmo antes deste momento em que vivemos, muitos clientes já privilegiavam um atendimento remoto – devido ao facto de grande parte se encontrar no estrangeiro ou possuírem agendas com tempo bastante limitado. Com um investimento constante nesta área, a Porta da Frente Christie’s criou há alguns meses a plataforma PF360, disponível em www.portadafrente.com, onde já era possível iniciar ou pedir contacto remotamente através de diversos meios de comunicação: Whatsapp, Chat, E-mail, Telefone e o exclusivo "Profiler”, uma plataforma onde o cliente poderá preencher uma pré-qualificação para um atendimento ainda mais personalizado.

Além do PF360, que acabou de se transformar numa verdadeira aliada nesta altura, os clientes poderão ainda fazer visitas virtuais e reuniões por videochamada. 

Predibisa - Fonte oficial

Até agora o nosso trabalho sempre teve uma componente digital forte, temos os nossos imóveis bem documentados com imagens e alguns vídeos, daí que as visitas virtuais, de certa forma, sempre foram uma opção, principalmente para clientes estrangeiros. Continuamos a divulgar nas redes sociais e a partilhar nos portais imobiliários tal como sempre fizemos.  

Quintela e Penalva Real Estate - Marco Figueiredo (Business Intelligence Analyst)

A tecnologia, o marketing e o multimédia apresentam soluções que permitem a venda de qualquer bem à distância. Assim, naturalmente, o setor imobiliário tem de acompanhar a tendência e otimizar os seus produtos de forma a estarem disponíveis em qualquer plataforma através de visitas virtuais, virtual staging, videos e fotografias. Estas novas formas de apresentar proporcionam não só um serviço de excelência para o cliente vendedor mas também para o cliente comprador, adicionando ainda comodidade e uma melhoria significativa de geração de leads qualificadas.

A Quintela e Penalva Real Estate usa visitas virtuais, 3D Matterport, videos com drone, fotografia e virtual staging de forma a diferenciar a forma como a sua carteira de imóveis é apresentada em função do cliente proprietário mas também do cliente comprador.

Remax - Fonte oficial

Trabalhámos já algumas medidas para a nossa rede, nomeadamente para os nossos agentes. Felizmente, a componente tecnológica sempre foi uma preocupação para a Remax Portugal. Neste pressuposto já dispomos de bastantes ferramentas que acautelavam o contacto diário com os clientes através reuniões digitais, utilizando plataformas como o SKYPE e o ZOOM e aplicações de conversas instantâneas como o Whatsapp que, por exemplo, já está ligado diretamente ao nosso site. No que diz respeito ao trabalho do consultor imobiliário e à sua agência, já tínhamos desenvolvido o nosso CRM interno com o intuito de automatizar inúmeros processos e cada vez mais direcionar o trabalho do consultor para a era digital. Acreditamos com bastante convicção que o consultor do futuro será um consultor que domine todas as ferramentas tecnológicas ao seu dispor.

Zome - Patrícia Santos (CEO) 

O uso da tecnologia e das plataformas digitais está no centro da estratégia da Zome no combate ao Covid-19. Para facilitar a adaptação dos mais de 1000 trabalhadores a esta nova realidade, a Zome está a disponibilizar um conjunto de formações online, que vão desde cursos para aumento da produtividade no trabalho a partir de casa, até à própria formação inicial da marca - Azimute Zero -, que permite a integração de novos consultores, durante este período. Existem ainda formações sobre ferramentas que permitem dar continuidade aos serviços de compra e venda, sem contacto pessoal e com recurso a tecnologia, como por exemplo os softwares de visita virtual de imóveis como mencionado.

Numa vertente mais pessoal e focada nos trabalhadores, estão a ser desenvolvidos conteúdos multimédia em parceria com profissionais da área do fitness, relativamente a exercícios simples para se fazer em casa, dicas de nutrição e estratégias para manter a motivação em alta. Foi também criado um grupo online interno de partilha de experiências sobre boas práticas de trabalho em casa, conselhos para gestão de ansiedade e expetativas, coabitação com crianças em contexto de trabalho em casa e ainda ideias para ocupação criativa de tempos livres com a plataforma Zome Play.

  • Que outros conselhos se podem dar para que as mediadoras continuem a fazer negócio?

Arcada Imobiliária Expo - Paulo Pereira (Gerente)

Eu diria o mesmo que digo sempre que temos um novo membro na família Arcada. Ser perseverante, metódico e objetivo… E agora acrescentar ser criativo! A criatividade será o 'game changer' para continuarmos a captar novos clientes no mercado nacional assim como no mercado fronteiras fora. Ganhámos muita experiência com o mercado estrangeiro nos últimos anos, agora temos de a adequar ao nosso mercado nacional.

Com Isto, aliado à cada vez mais notória parceria entre todas as agências no mercado, seremos capazes de vingar neste momento difícil. Vamos todos ficar bem!

Castelhana Real Estate

Acreditamos que o mercado sofrerá um inevitável abrandamento mas acreditamos também que se trata de uma situação momentânea da qual sairemos a curto-médio prazo. Devemos aproveitar este momento para procurar novas formas de fazer negócio, de nos mantermos ligados ao mercado, e compreendermos que neste momento não estamos sozinhos - trata-se de uma crise mundial que afeta tudo e todos, proprietários e investidores.

Será porventura o momento ideal para trabalhar mais do que nunca na procura de novos procedimentos, de novos canais de comunicação e de estar recetivos a novas formas de trabalhar. Acima de tudo manter o positivismo planeando e preparando o futuro.

Century 21 - Ricardo Sousa (CEO)

Destacaria dois conselhos. O primeiro, e o mais importante de todos, passa por assegurar as melhores condições para defender a integridade física e saúde de colaboradores, parceiros e clientes, num contexto de pandemia que não podemos ainda prever quando o surto irá estabilizar. Não há nenhum negócio, que eu conheça, que tenha maior valor que uma vida humana.

O segundo conselho seria refletir melhor sobre esta mudança de paradigma permitida pelo recurso à tecnologia. Atualmente, existem condições únicas para adoptar uma verdadeira transformação digital. Reuniões, contactos, promoção de imoveis, visitas virtuais, digitalização de processos de assistência virtual estão, literalmente, nas nossas mãos. Nunca, em toda a história da humanidade tivemos esta possibilidade. Este desafio, em forma de COVID-19, pode ser uma enorme oportunidade para a evolução da digitação do setor imobiliário.

Por isso, os negócios podem e devem continuar a decorrer. O impacto negativo esperado não virá da inoperacionalidade ou da incapacidade de resposta do setor imobiliário, mas sim da apreensão e do grau de incerteza dos investidores e clientes, num contexto de crise económica e social temporária, a nível global. 

Coldwell Banker Portugal - Frederico Abecassis (CEO)

O mais importante é ter cultura vencedora e acreditar que por mais desafiante que possa parecer este momento, se tivermos um propósito, se formos diligentes e se tivermos motivados vamos superá-lo.

Invista na formação constante dos seus colaboradores, para que os mesmos estejam sempre na linha da frente, sejam relevantes, disciplinados, altamente informados e para que possam ser consultores upskilling. Promova e trabalhe de forma proativa uma boa rede de parceiros internacionais, de forma a poder dinamizar o seu negócio, a promoção da sua marca e da sua carteira.

Invista e utilize de forma eficaz um CRM, que lhe permita gerir eficazmente toda a comunicação interna e externa. Defina uma estratégia de marketing eficiente para que seja ser preditivo e para que potencie e acelere receitas. Aumente a sua exposição online. Certifique-se que apresenta uma proposta de valor que faça sentido para o cliente mais exigente do mercado.

ERA Portugal - Rui Torgal (diretor-geral) 

Acreditamos que através da aposta em ferramentas digitais, de serviços tecnológicos e do marketing digital, as empresas de mediação imobiliária vão continuar a servir o cliente e as suas necessidades, tal como a ERA tem feito desde o momento em que foi tomada a decisão de encerramento temporário dos nossos espaços físicos. Quando somos postos à prova num enquadramento como aquele que estamos a atravessar, é imperativo continuar a fornecer um serviço com elevados padrões de qualidade. A nossa missão continuará a ser muito clara, seja qual for a circunstância, seremos sempre uma máquina a encontrar a casa certa para o nosso cliente. 

Grupo Habinédita - administração 

Conselhos profissionais não temos. Cada empresa deverá, conhecendo a equipa, gerir de forma diferente esta fase. O único conselho que podemos dar é que temos de estar mais unidos que nunca! Basta ver as diretrizes que o Governo acaba de lançar... Sendo que, uma vez mais, o nosso setor foi "esquecido"!

Vamos passar uma fase complicada, mas tal como noutras, lembrando que temos 21 anos de mercado e já passamos por outras, vamos dar a volta. No que diz respeito ao Grupo Habinédita, temos uma equipa, tanto ao nível do departamento de mediação como do departamento de investimentos imobiliários, que nos dá garantias que a fase vai ser ultrapassada com profissionalismo e celeridade.

Keller Williams Portugal - Nuno Ascensão (CEO) 

Sugerimos que leiam o livro SHIFT do Gary Keller. É um ótimo guia para os próximos tempos! A KW tem o guia para a sobrevivência dos mercados em mudança. Chama se SHIFT e é um livro escrito pelo Gary Keller. E porque estes são tempos de solidariedade teremos o maior prazer em disponibilizá-lo ao setor. Que é o que vamos fazer. Além disso estamos a criar condições para dar acesso externo à nossa rede a algumas das formações que estamos hoje a receber em direto dos EUA. 

Porta da Frente - Rafael Ascenso (diretor geral)

Estes conselhos passam um pouco pelas respostas anteriores, mas o segredo é a alma do negócio. 

Predibisa - Fonte oficial

A transformação digital tem sido transversal a todas as áreas de negócio e a mediação imobiliária já passa por esse processo há alguns anos. Por isso, o nosso principal conselho é que usem os meios digitais e trabalhem com as várias ferramentas tecnológicas que existem e que estão ao dispor da nossa atividade.

Quintela e Penalva Real Estate - Marco Figueiredo (Business Intelligence Analyst)

A Quintela e Penalva tem apostado nos últimos tempos em otimização dos recursos e por consequência em implementação de processos e procedimentos que possibilitem aumentar a performance das nossas equipas comercias e essencialmente do serviço que prestamos aos nossos clientes. 

Consideramos que a aposta na formação e na disponibilização de informação às nossas equipas são dois pilares essenciais para encarar o mercado nos dias de hoje e criar empresas mediadoras competitivas num mercado cada vez mais exigente e otimizado.

Remax - Fonte oficial

Tudo isto que se está a passar vai afetar a atividade dos nossos agentes. Temos de estar solidários com eles e o nosso foco diário vai para a forma como podemos ajudar a reinventar a mediação imobiliária; como podemos aproveitar o tempo que vamos passar em casa para trabalhar com o cliente e também como tirar o máximo partido das tecnologias que temos ao dispor e que, felizmente, são muitas, para ajudar no dia a dia do agente imobiliário Remax.

Zome - Patrícia Santos (CEO)

O mais importante para dar continuidade ao negócio durante este período é transmitir confiança aos clientes e garantir um acompanhamento próximo, com recurso às tecnologias digitais. No fundo, muito daquilo que já fazemos no dia a dia normal da Zome, só que agora respeitando os limites de contato social. Graças ao desenvolvimento de plataformas e softwares já é possível iniciar novos negócios através de visitas virtuais aos imóveis e manter o contato permanente com o cliente.

Desenvolvemos também métodos que permitem a adaptação de contratos promessa de compra e venda, com cláusulas específicas relativas ao Covid-19, prevendo, por exemplo, atrasos nas escrituras por fatores alheios às partes, o que garante que os negócios possam continuar a ser fechados.