Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Mediação imobiliária finta a pandemia: ERA com vendas de 332 milhões até março

Março representa 45% da faturação total do primeiro trimestre, sendo "o melhor mês de faturação desde dezembro de 2019", diz a ERA.

Gtres
Gtres
Autor: Redação

O setor imobiliário tem dado sinais de estar resiliente à pandemia da Covid-19. Os dados mais recentes divulgados pela ERA mostram isso mesmo: a mediadora vendeu mais de 2.500 imóveis no primeiro trimestre de 2021, o que representa um valor de cerca de 332 milhões de euros. “O mês de março representa 45% da faturação total dos primeiros três meses do ano, sendo já o melhor mês de faturação desde dezembro de 2019”, refere a imobiliária, em comunicado.

Segundo a empresa, entre janeiro e março deste ano, o preço médio dos imóveis vendidos fixou-se em 150.936 euros, mais 11% que nos mesmos três meses de 2019. “A ERA registou ainda um valor de faturação de 17 milhões de euros em comissões de mediação imobiliária e angariou cerca de 9.081 imóveis”, lê-se na nota enviada às redações.

Para Rui Torgal, diretor-geral da ERA Portugal, apesar dos quase dois meses de confinamento, a mediadora conseguiu manter a atividade a funcionar em pleno neste início de ano: “É com bastante entusiasmo que, em março de 2021, atingimos os melhores resultados desde o último mês de 2019, o que nos indica que o setor imobiliário está a recuperar a sua total dinâmica e a reagir aos sinais positivos da retoma do país”. 

Só em março, adianta a imobiliária, foram transacionados cerca de 1.100 imóveis, o que representa 45% do total dos imóveis vendidos no primeiro trimestre de 2021 e um aumento de 100% face ao período homólogo. “No total, em março, a imobiliária atingiu uma faturação de cerca de 7,5 milhões de euros, tendo angariado 3.586 imóveis, um crescimento de 22% face a março de 2020”, revela a empresa.