Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Procura de escritórios dispara em Lisboa

Autor: Redação

A procura por espaços de escritórios em Lisboa continua em alta. Só em maio foram absorvidos 13.162 m2, mais 113% que em abril e mais 123% que no período homólogo. Em termos acumulados, entre janeiro e maio foram arrendados 52.733 m2 de escritórios na capital, mais 39% que nos primeiros cinco meses do ano passado.

Em causa estão dados que constam no último Office Flashpoint da consultora imobiliária JLL. Segundo o relatório, apenas se consumaram oito operações em maio, mas duas delas foram as maiores do ano: a expansão de 7.900 m2 da ManPower e a instalação do Global Media Group numa área de 5.000 m2, ambas nas Torres de Lisboa.

Em maio, a expansão de área foi motivação dominante da procura, correspondendo a 94% do volume total transacionado, contra os 4% correspondentes à mudança de escritórios e aos 2% relativos à instalação de novas empresas. “Ainda assim, a mudança de edifício esteve na base da tomada de 62% do espaço negociado entre janeiro e maio de 2016, seguido da expansão de área (com 36%) e da entrada de novas empresas na Região de Lisboa (com um peso de 2%)”, refere a JLL em comunicado.

De referir ainda que no mês em análise só se registaram negócios em três áreas do mercado de Lisboa: a Nova Zona de Escritórios (70% e incluindo as duas maiores operações do ano), o CBD (25%) e a Zona Histórica e Ribeirinha (4%).