Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Lisboa: 50 operações (e 40.000 m2) de escritórios transacionados em três meses

Annie Spratt/Unsplash
Annie Spratt/Unsplash
Autor: Redação

O mercado de escritórios de Lisboa está animado em 2018, sendo que nos primeiros três meses do ano foram realizadas 50 operações, que totalizaram um “take-up” de aproximadamente 40.000 metros quadrados (m2) transacionados. Março foi, de resto, o mês que apresentou melhores valores, com um aumento mensal de 110%, tendo sido transacionados 8.400 m2.

Segundo a consultora Savills Aguirre Newman, que foi responsável por nove operações no período em causa – resultam em cerca de 9.500 m2 comercializados, aproximadamente 24% da quota de mercado –, a maior parte das transações (74%) ocorridas são relativas a espaços com mais de 300 m2.

“A zona com maior destaque é a zona 3 (zona emergente), que engloba o eixo do Campo Grande à 2.ª Circular, zona de Benfica, Praça de Espanha e Sete Rios”, refere a empresa em comunicado.

Para Paulo Silva, Head of Country da Savills Aguirre Newman, o início de 2018 superou as expetativas e vai ao encontro do que estava perspetivado. “O mercado de escritórios em Lisboa continua a registar bons índices de crescimento, sendo que a procura foca-se, sobretudo, na zona centro da capital e parques empresariais”, disse.