Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Como aquecer uma casa por 30 cêntimos por dia: o vídeo que é um sucesso no Youtube e preocupa os bombeiros

Autor: Redação

Há pouco mais de um ano, o jornalista e marinheiro britânico Dylan Winter pôs no Youtube um prático vídeo com menos de três minutos no qual mostra como é possível aquecer uma casa com quatro pequenas velas do Ikea. “Desta forma conseguirás fazer com que a temperatura se mantenha durante todo o dia por menos de dez euros por mês”, assegurava.

Durante 12 meses, o vídeo passou praticamente despercebido no Youtube, tendo apenas 8.000 visitas. Mas no dia 5 de novembro o cenário mudou de figura: à hora de almoço tinha mais de 50.000 reproduções e à hora de jantar já tinha superado as 100.000. Isto porque vários meios de comunicação norte-americanos começaram a divulgá-lo, tornando-o viral, nomeadamente nas redes sociais. atualmente, o vídeo “heating your home office for 8 pence a day” (como aquecer uma casa por 30 cêntimos por dia) já tem mais de 3,7 milhões de visitas.

Com os preços da eletricidade nos píncaros, sobretudo em tempos de crise, este métodolow cost” para aquecer a temperatura da casa transformou-se no êxito. Trata-se de um procedimento bastante fácil e eficaz: basta colocar quatro velas acesas num recipiente de metal e cobri-las com um pequeno/vaso pote, que por sua vez será coberto por outro pote/vaso um pouco maior com um buraco no meio.

https://www.keepturningleft.co.uk/
https://www.keepturningleft.co.uk/

Cada vela fica acesa durante quatro horas e graças à corrente de ar criada com o mecanismo o calor escapa através do recipiente e do buraco do pote/vaso superior. Depois basta ter um pouco de paciência e esperar que a temperatura da casa comece a subir (vê o vídeo).  

Este pode ser, no entanto, um método tão económico como perigoso. Esta é, pelo menos, a opinião de vários serviços de combate a incêndios do Reino Unido. Os bombeiros pediram às pessoas para evitarem aquecer as respetivas habitações desta forma, já que o método pode pôr em risco as suas próprias vidas, até porque as velas são responsáveis todos os anos mais de 2.000 incêndios no país.