Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Programa “Reabilitar para Arrendar – Habitação Acessível” já tem 144 candidaturas

Autor: Redação

Em quatro dias, o programa “Reabilitar para arrendar – Habitação Acessível” recebeu 144 candidaturas. Segundo Vitor Reis, presidente do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), entidade a quem cabe a gestão do programa, das candidaturas já recebidas, cinco estão completas, ou seja reúnem toda a documentação exigida.

O responsável adiantou, em declarações ao Dinheiro Vivo, que a estas cinco candidaturas devem juntar-se em breve a da Santa Casa da Misericórdia do Porto, que tem 52 edifícios sinalizados para avançar. O custo da reabilitação deste lote de imóveis rondará os 10 milhões de euros.

O programa “Reabilitar para Arrendar – Habitação Acessível” entrou em vigor dia 9 e é dirigido a pessoas coletivas e individuais que queiram reabilitar imóveis e estejam depois disponíveis para os colocar no mercado de arrendamento com rendas condicionadas. Os imóveis têm de ter 30 ou mais anos e as obras a realizar têm de ser gerais e não intervenções parciais.

A iniciativa arrancará com uma dotação inicial de 50 milhões de euros: 50% financiados pelo Banco Europeu de Investimento, 30% pelo Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa e 20% pelo IHRU. A previsão é que esta verba seja absorvida ao longo dos próximos três anos, mas o valor poderá ser reforçado, se se esgotar entretanto, o que poderá acontecer dado o elevado número de candidaturas.