Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Tens uma casa para arrendar? Em 2016, estudantes de 109 países foram bons clientes

Flickr
Flickr
Autor: Redação

A maioria dos estudantes que arrenda casa em Portugal em 2016 é de nacionalidade estrangeira (77% e oriundos de 109 países diferentes). Optam quase todos por arrendar um quarto e não uma casa (79%) e a estadia é de 4,7 meses, em média. O valor que pagam pelo alojamento ronda os 420 euros por mês.

Em causa estão dados que constam no Relatório do Mercado de Arrendamento a Estudantes, que analisa o perfil dos estudantes universitários que ficaram alojados em Portugal em 2016 através da Uniplaces, plataforma plataforma online para alojamento de estudantes universitários. Face a 2015, verifica-se um crescimento de 183% no número de arrendamentos – relativamente ao número de anúncios na plataforma, o crescimento é de 33%.

“Em 2016, a Uniplaces testemunhou um grande crescimento no número de estudantes estrangeiros em Portugal. Esta subida confirma a crescente importância de uma plataforma que facilite o processo de arrendamento. Este tipo de hóspede é, cada vez mais, uma opção por parte de proprietários de imóveis que pretendem rentabilizar ao máximo as suas habitações”, diz Miguel Santo Amaro, cofundador da Uniplaces, em comunicado.

Entre os jovens estrangeiros que escolheram Portugal para estudar – e viver durante uma temporada – estão cidadãos de 109 nacionalidades, a maioria dos quais (12%) brasileiros. De referir, ainda, que mais de 33% dos jovens que arrendaram casa no país são provenientes de Itália, Alemanha, Espanha e França.

Segundo a Uniplaces, a procura aumenta no início dos semestres escolares, sendo que os meses com maior procura são setembro e fevereiro. “A estadia média, de quase cinco meses, corresponde ao período semestral das universidades e dos programas de intercâmbio”, refere a start-up nacional, que foi lançada em 2012.