Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Uniplaces

Últimas notícias sobre "Uniplaces" publicadas em idealista.pt/news

Rendas de estudantes em Lisboa são 120 euros mais caras que no Porto

Arrendar quarto (ou casa) em Lisboa sai mais caro às carteiras dos estudantes. Quer isto dizer que viver na capital custa, em média, mais 120 euros que no Porto. A conclusão é do Relatório do Mercado de Arrendamento a Estudantes 2017, divulgado pela Uniplaces. A plataforma online revelou ainda que o número de reservas em Portugal registou um aumento de 37% ao longo do último ano.

Notícia sobre:

Alemães investem até 100 milhões nas casas para estudantes no mercado nacional

A MPC Capital, uma das maiores empresas alemãs a atuar no mercado das residências universitárias e nos apartamentos de pequena dimensão, vai investir entre 50 e 100 milhões de euros em Portugal, a sua primeira experiência de internacionalização. O primeiro ativo já está comprado, no centro de Lisboa, e o objetivo é abrir também residências no Porto, nesta primeira fase, e em Coimbra, posteriormente.

Notícia sobre:

Arrendar quarto a estudantes em Lisboa é 10% mais caro que há um ano

O aumento da procura por quarto através da Uniplaces, plataforma online para alojamento de estudantes universitários, cresceu 70% num ano – no primeiro trimestre de 2017 face ao período homólogo. Quanto a preços, “a subida do valor médio de arrendamento por quarto é notória tanto nas cidades de Lisboa (10%) e do Porto (3%), em comparação ao primeiro trimestre do ano anterior”, revela a startup portuguesa em comunicado.

Notícia sobre:

Tens uma casa para arrendar? Em 2016, estudantes de 109 países foram bons clientes

A maioria dos estudantes que arrendou casa em Portugal em 2016 é de nacionalidade estrangeira (77% e oriundos de 109 países diferentes). Optam quase todos por arrendar um quarto e não uma casa (79%) e a estadia é de 4,7 meses, em média. O valor que pagam pelo alojamento ronda os 420 euros por mês.

Notícia sobre:

Arrendamento a estudantes cresceu 33% num ano

O arrendamento habitacional destinado a estudantes aumentou 33% no último ano. Segundo a Uniplaces, plataforma online de alojamento, todos os meses, o número médio de anúncios disponíveis cresce 5%, o que significa que este é um segmento de mercado que se está a consolidar “entre senhorios e proprietários de imóveis”.

Notícia sobre:

Queres trabalhar num dos escritórios mais “cool” do mundo? A Uniplaces está a contratar...

Assim que se começa a subir a escadaria que conduz ao escritório da Uniplaces em Lisboa, em plena Estação do Rossio, fica-se com a ideia de que o que vai acontecer a seguir é uma experiência única. Nem mais. O ambiente jovem e descontraído, a par da decoração mostram, desde logo, que o espaço promete. Não é de estranhar, por isso, que a startup portuguesa tenha um dos escritórios mais “cool” do mundo, segundo o ranking da edição de 2016 dos World’s Coolest Offices, da revista nova-iorquina Inc. E a empresa dedicada ao alojamento de estudantes está a contratar, havendo mais de 40 posições abertas até final do ano.

Notícia sobre:

"A Uniplaces pode crescer 10, 15 vezes nos próximos anos"

Uma bola de pingue-pongue é a música de fundo que acompanha o ritmo da descontraída conversa que tivemos com Miguel Santo Amaro nos novos e chamativos escritórios da Uniplaces na Estação do Rossio, em Lisboa. É desta forma, serena e frontal, que o jovem português de 27 anos, um dos três fundadores da startup portuguesa – a par do argentino Mariano Kostelec e o britânico Ben Grech –, conta ao idealista/news que a empresa cresceu “quase 400% este ano”.

Notícia sobre:

Arrendamentos de alojamentos para universitários rendem um milhão por semana

O negócio de arrendamento de alojamentos a estudantes universitários está a gerar um milhão de euros por semana, em termos médios, para a Uniplaces. A plataforma online, especializada nesta área do imobiliário, diz ainda que agrega mais de 3000 proprietários particulares e profissionais, e que as zonas que registam maior procura por parte dos universitários em Lisboa são os Anjos, Arroios e Alameda, seguidos por São Sebastião, Santos, Bica e Bairro Alto.

Notícia sobre:

Uma casa com vista: quanto pagarias por viver em frente a um cemitério?

No mercado imobiliário há um código não escrito que diz que, se queres ter um cliente feliz, deves ser transparente. A quase todos já nos terá acontecido ir ver uma casa que não se ajustava ao que aparecia nas fotos do anúncio ou que escondia algo que, oportunamente, o fotógrafo tinha deixado fora da imagem. Isto não acontece neste apartamento do Porto, comercializado pela agência Uniplaces, que decidiu mostrar o bom e menos atrativo deste moderno apartamento para arrendar com vista para o cemitério da cidade.

Notícia sobre:
  •  
  •