Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Imobiliário a ferver: já há lojas a serem transformadas em casas

Creative commons
Creative commons
Autor: Redação

Há cada vez mais anúncios a propor a transformação de espaços comerciais e de serviços em habitação. Os preços são entre 25% e 30% mais baixos que os de um apartamento, já que terá de ser o novo proprietário a regularizar o processo burocrático e administrativo que a mudança exige.

A tendência ainda não “virou moda”, nem é uma prática comum, mas a verdade é que há cada vez mais anúncios a propor a transformação de espaços comerciais e serviços em habitação. “Espaço comercial duplex com 70 metros quadrados (m2), com potencial para ser convertido em habitação”, no Beato, por 79.000 euros. O Diário de Notícias dá este exemplo, mas há mais.

Na Estrela também há uma loja para ser convertida em habitação. Tem 43 m2 que podem ser comprados por 85.000 euros. O mesmo acontece em São Vicente, onde é possível comprar uma “fração comercial” de 36 m2 por 117.500 euros.

Os preços são atrativos, pelo menos quando comparados com os valores que são pedidos por apartamentos semelhantes. Ainda assim, a maioria das ofertas não contempla a nova licença de utilização, fundamental para que o imóvel seja oficialmente classificado como de habitação. O pedido, refere a publicação, tem de ser feito junto da respetiva câmara municipal. Será a autarquia a decidir se o espaço reúne as condições para que a mudança de licença seja autorizada.