Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Venderam-se 153.292 casas no ano passado (420 por dia). E preços subiram 9,2%

Creative commons
Creative commons
Autor: Redação

Nunca se venderam tantas casas em Portugal. Nem tão caras. Ao todo foram transacionadas 153.292 casas em 2017, mais 26.186 (20,6%) que em 2016. Estamos a falar de 12.700 imóveis por mês, o equivalente a 420 por dia, segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). As vendas cresceram, e os preços também: subiram a uma média anual de 9,2%.

No que às vendas diz respeito, “no ano de 2017 foram transacionadas 153.292 habitações, um número que representa um aumento de 20,6% face a 2016”, revela o INE. As transações totalizaram mais de 19,3 mil milhões de euros, mais 30,6% que em 2016. O valor total das transações é o mais elevado dos últimos nove anos (2009) – ano em que o INE começou a produzir o Índice de Preços da Habitação (IPHab) – e ultrapassa os números de 2010, ano recorde do índice até agora.

entre outubro e dezembro do ano passado foram vendidas 42.445 casas por aproximadamente 5,6 mil milhões de euros enquanto no mesmo trimestre de 2016 tinham sido vendidos 34.339 imóveis por menos de 4,1 mil milhões de euros.

E a verdade é que comprar casa também está mais caro. Os preços de venda de casas aumentaram a uma média anual de 9,2%, uma subida que ultrapassa 2,1% o crescimento já registado em 2016. Este aumento dos preços, segundo o INE, foi mais expressivo nas casas usadas (10,4%) que nas novas (5,6%), isto é, quase o dobro do ritmo de crescimento.

Em termos geográficos, "em 2017, as duas regiões com maior número de transações (a Área Metropolitana de Lisboa e a região do Norte) concentraram 64,3% do número total das transações realizadas, o que constitui um novo máximo na série disponível", conclui ainda o INE.