Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Portugal teve a segunda maior subida homóloga dos preços das casas da UE

Gtres
Gtres
Autor: Redação

O mercado imobiliário está ao rubro em Portugal. Nunca se venderam tantas casas – 153.292 em 2017, mais 26.186 (20,6%) que no ano anterior – e os preços estão a acompanhar esta tendência. Segundo o INE, subiram 9,2% no ano passado face a 2016. Os dados mais recentes do Eurostat confirmam este cenário: Portugal teve a segunda maior subida de preços da UE no quarto trimestre do ano passado face ao período homólogo.  

Apenas na Irlanda os preços das casas aceleraram mais que em Portugal nos últimos três meses de 2017, quando comparados com o mesmo período do ano anterior: 11,8% contra 10,5%. A completar o pódio encontra-se a Eslovénia (10%). 

Os valores são muito superiores aos verificados na média da Zona Euro e da União Europeia (UE), 4,2% e 4,5%, respetivamente. 

De referir que comprar casa ficou mais caro em todos os países da UE menos em Itália, onde se verificou uma quebra homóloga de 0,3% no último trimestre de 2017. O Eurostat não dispõe, no entanto, de dados relativos à Grécia.