Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

AM|48 aposta na “habitação de qualidade para portugueses” em projetos no Norte e Sul do país

Promotora imobiliária portuguesa de olho em empreendimentos residenciais de obra nova fora de Lisboa (que não é no Porto).

Assim será o Promenade, na Avenida 24 de Julho, em Lisboa / AM|48
Assim será o Promenade, na Avenida 24 de Julho, em Lisboa / AM|48

Depois de investir na capital, “estamos a apontar para duas geografias diferentes de Lisboa com dois projetos muito impactantes: um na zona Norte do país, e não é o Porto, e outro na região Sul”, revela ao idealista/news João Ferreira, Marketing & Sales Director da promotora imobiliária portuguesa AM|48. “Tudo no segmento residencial e são projetos de construção nova”, acrescenta.

O responsável, que falava à margem da inauguração do edifício de luxo The Boulevard, na Praça dos Restauradores, em Lisboa – estão vendidos 42 dos 46 apartamentos –, considera que há em Portugal cidades “com imensas potencialidades”. “Vamos para essas localidades para acrescentar valor. Lisboa tem o seu mercado, mas as outras cidades também têm, e tivemos a felicidade ou a sabedoria de descobrir projetos muito interessantes noutras geografias”, conta.

Sem adiantar mais detalhes, alegando que é muito prematuro falar sobre os projetos em causa, João Ferreira limita-se a dizer são residenciais e de construção nova: “São oportunidades que nos apareceram em localizações muito prime, em geografias muito apetecíveis. Vão seguramente contribuir para que a habitação de qualidade não seja um sinónimo apenas de luxo, seja habitação de qualidade para os portugueses”.

"Tivemos a felicidade ou a sabedoria de descobrir projetos muito interessantes noutras geografias"

Quando questionado sobre o investimento feito até à data pela promotora em Portugal nos cinco projetos por si desenvolvidos – Ópera LX, Focus LX, The Boulevard, Promenade e Santa Joana (foi entretanto vendido e já não integra o portefólio da empresa) –, o responsável fala num valor entre 120 a 130 milhões de euros. “Andará por aí e se pecar peca por defeito”, conta.

The Boulevard a todo o gás

Localizado nos Restauradores, uma das principais praças lisboetas, o The Boulevard foi reabilitado – a fachada foi mantida – e disponibiliza 46 apartamentos de luxo. São 34 T1 e 12 T2 com áreas entre 43 e 80 metros quadrados (m2) e 84 e 105 m2, respetivamente. Os preços variam entre 7.000 e 8.000 euros por m2, sendo que atualmente só estão em comercialização quatro imóveis.

"[No The Boulevard] De um total de 46 apartamentos, falta vender quatro. Acredito que até final do mês estarão vendidos"

“De um total de 46 apartamentos, falta vender quatro. Acredito que até final do mês estarão vendidos. As lojas [são seis, quatro das quais pertencem à AM|48] estão quase todas arrendadas”, sublinha João Ferreira, frisando que estão em causa imóveis turísticos direcionados sobretudo a investidores estrangeiros. “Foi uma obra muito difícil, demorou cerca de 28 meses. É um edifício classificado, com metro e estacionamento por baixo e a estação do Rossio por trás”, justifica. “Vamos começar a fazer escrituras já no final de novembro, início de dezembro”, acrescenta.

AM|48
AM|48

Promenade só com 18 apartamentos à venda

Relativamente ao Promenade, que está a nascer na Avenida 24 de Julho, em Lisboa, junto à sede da EDP – as obras arrancaram em maio e devem terminar no final de 2020 –, “é um caso paradigmático de um sucesso estonteante”, diz o Marketing & Sales Director da promotora.

"[No Promenade] temos cerca de 18 frações disponíveis [num total de 40], entre elas as quatro penthouses, que são um produto muito exclusivo"

“Ainda não tínhamos sequer a licença de construção e já tínhamos vendido cerca de 60% dos 40 apartamentos. Neste momento, temos cerca de 18 frações disponíveis, entre elas as quatro penthouses, que são um produto muito exclusivo. Ainda agora recebemos uma proposta de um investidor internacional para as reservar e não aceitámos, porque não temos pressa. Vamos fazer as coisas com calma e de forma discreta”, conta João Ferreira.

Considerando que o “Promenade antes de nascer já erá um bebé bem sucedido”, o responsável refere que se trata de “um edifício para viver, para famílias”, ao contrário do The Boulevard. “Temos cerca de 60% de clientes internacionais e 40% de portugueses”. 

AM|48
AM|48

Convento de Santa Joana comprado e... vendido

Sobre o antigo Convento de Santa Joana, em Lisboa (perto do Marquês de Pombal), que a AM|48 comprou à Estamo - Participações Imobiliárias em 2014 por 11,2 milhões de euros, já voltou a mudar de mãos: “Desenvolvemos o projeto todo. O que vai lá surgir vai ter muito do cunho da AM|48. Adquirimos o imóvel, mas já o vendemos, já não faz parte do nosso portfólio”, revela João Ferreira. 

Segundo o gabinete de arquitetura Saraiva+Associados, responsável pelo projeto a desenvolver no Convento de Santa Joana, “procurou-se integrar no espaço um total de 63 apartamentos de habitação e 49 apartamentos turísticos, complementados por uma zona comercial”. “O novo projeto para este empreendimento multiusos de Lisboa nasceu de um cuidado redobrado na articulação formal/arquitetónica entre as preexistências e as soluções apontadas pela contemporaneidade”, lê-se no site do estúdio de arquitetura.