Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Edifício do antigo quartel de Monte Pedral ganha nova vida e traz ao Porto mais habitação acessível

Ali está previsto nascer um complexo com casas com rendas acessíveis, comércio, escritórios e uma residência universitária.

Google Maps
Google Maps
Autor: Redação

O histórico edifício do antigo quartel de Monte Pedral e a sua envolvente, situado entre as ruas da Constituição, Serpa Pinto e Egas Moniz, no Porto, vão ser alvo de uma importante obra de requalificação e urbanização. Ali está previsto nascer um complexo que terá casas com rendas acessíveis, comércio, escritórios e uma residência universitária. Em causa está um investimento de 63,2 milhões de euros.

Segundo o Público, na reunião camarária desta segunda-feira (11 de janeiro de 2021), o executivo remeteu para discussão pública o processo de loteamento do emblemático edifício, que foi devolvido pelo Estado ao município em 2019. 

No que diz respeito ao segmento residencial, o projeto prevê o nascimento de 329 fogos correspondentes a “dois terços” de uma área de 25.040 metros quadrados (m2), o equivalente a duas avenidas dos Aliados, escreve a publicação, salientando que a proposta da autarquia prevê a “construção de um centro multifuncional” que permita “permeabilizar todo este território” e tirar partido da “diversidade funcional” para que ali surja um “trecho de cidade”. 

Para tal será fulcral a operação de loteamento, ou seja, a divisão de todo o edificado em lotes, cuja submissão a consulta pública foi aprovada por unanimidade nesta reunião do executivo, que pressupõe a constituição de seis lotes: quatro para habitação coletiva, um para comércio e escritórios e um para a residência universitária no edifício frontal da Rua Serpa Pinto. Está ainda prevista a construção de dois espaços públicos ajardinados: uma praça com 2.700 m2 e uma praceta interior com 1.150 m2.