Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

The Duke’s Square nasce no Porto pelas mãos da empresa israelita Osquared

Trata-se de um empreendimento residencial com oito apartamentos, sendo que quatro estão vendidos. Osquared vai continuar a investir em Portugal.

Osquared
Osquared
Autor: Redação

Chama-se The Duke’s Square é o terceiro projeto residencial a nascer no Porto pelas mãos da Osquared – depois do Cedofeita 630 e do Almada 516 –, empresa fundada pelo empresário israelita Eli Omer que pertence ao Omer Group Investments. Trata-se de um empreendimento que está em fase inicial de construção e que se encontra na Rua Duque de Loulé, próximo da emblemática Praça da Batalha. Em causa está um edifício habitacional de estilo burguês do século XIX que terá oito apartamentos, sendo que quatro estão vendidos.

Segundo Eli Omer, a Osquared está a criar no Porto algo extraordinariamente incomum, sendo que todos os projetos da empresa são “detalhadamente pensados e desenhados” de forma a haver “uma alta precisão na sua execução”. “Começamos cada novo projeto, quando terminarmos de ‘construí-lo’ na mente, unindo tudo e verificando a sua harmonia. Esta é uma abordagem radicalmente aberta e da arte do desacordo ponderado para criar projetos notáveis”, comenta, em comunicado.

Com o lançamento do The Duke’s Square, a Osquared revela que dá continuidade à sua estratégia de expansão no mercado português e adianta que pretende investir entre 40 a 50 milhões de euros, nos próximos anos, em empreendimentos residenciais localizados na região do Porto e de Lisboa, “entre outras oportunidades imobiliárias”. 

Segundo a empresa, os interiores funcionais, aliados ao rigor arquitetónico e à qualidade superior de construção, são alguns dos princípios que pautam os seus projetos.

“Na criação de cada projeto apostamos sempre na diferenciação, qualidade, precisão e no alto desempenho, porque fazer o que amamos é tão importante quanto amar o que fazemos. E hoje temos o privilégio de combinar os dois. A prova disso é o facto de termos já 50% do projeto The Duke’s Square comercializado, ainda em fase de pré-construção”, adianta Eli Omer, citado na nota enviada às redações.