Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Assim é o escritório na casa do futuro: minimalista, funcional e domótico

Maioria dos portugueses quer continuar a trabalhar em regime misto, alternando entre o trabalho a partir de casa e o presencial.

Escritório na casa do futuro
Autor: Redação

Apesar do teletrabalho obrigatório terminar a partir de 14 de junho, há quem deseje continuar a trabalhar a partir de casa, nem que seja uns dias por semana. Segundo o barómetro do Observador Cetelem, a maioria dos portugueses (51%) prefere mesmo trabalhar em regime misto, alternando entre o trabalho à distância e o presencial. Mas, afinal, e perante esta nova realidade, como será um escritório na casa do futuro no pós-Covid?

Embora criar um escritório numa casa com domótica seja, por definição, mais flexível, uma vez que permite controlar a iluminação e regular o ar condicionado, é importante integrar as tecnologias mais recentes com a conceção do espaço a ocupar. Para conseguir um ambiente personalizado, o The Room Studio desenvolveu, com a colaboração da marca alemã GIRA, o projeto “Modern Times”, um espaço de trabalho que incorpora tecnologia, design e conforto.

Escritório na casa do futuro

A ideia deste projeto surgiu como resultado da adaptação das empresas ao teletrabalho e da transformação que muitas casas estão a sofrer devido a esta nova realidade. “Por isso, procurámos criar um espaço descontraído e afastado de todos os ruídos externos, um espaço harmonioso que transmita paz e serenidade e que, ao mesmo tempo, seja um espaço muito funcional ”, destacam desde o The Room Studio.

Para esta área de trabalho, além de utilizar materiais naturais, como a madeira, que proporcionam conforto e saúde ao espaço, foram criadas formas orgânicas que transmitem a ideia de reclusão e serenidade necessária para manter a concentração, sem elementos que distraiam.

Por sua vez, a marca GIRA incorporou a solução Push Sensor 4 neste projeto, com oito funções personalizáveis ​​para poder ligar e desligar luzes, levantar e baixar persianas, simular presença e ajustar a temperatura ambiente. Bom design e materiais de qualidade prevalecem neste tipo de mecanismo. “O conceito menos é mais em tecnologia é muito importante, por isso as nossas casas são visualmente minimalistas em termos de equipamentos, mas fáceis de utilizar e com todo o tipo de funcionalidades”, explica Germán López, diretor-geral da GIRA.

Escritório na casa do futuro

Um dos elementos mais importantes em qualquer escritório doméstico, como a mesa de trabalho com design personalizado, ganha "vida" por ser totalmente automatizada. “Projetamos uma mesa a partir da qual se tem o controlo da casa graças às membranas de radiofrequência, que permitem ao utilizador ter o controlo da luz e do som”, explica o responsável. Além disso, esta mesa possui todos os tipos de conexões para carregar dispositivos móveis, conexões de dados, mas sem serem vistas sobre a mesa, garantindo um design atraente e exclusivo. Escritório na casa do futuro

De acordo com a GIRA, numa casa com cerca de 100 m2, a partir de 4.950 euros pode ser fornecida uma solução completa KNX de domótica com fios para controlo de iluminação, motores, ar condicionado e audiovisuais. Embora existam também soluções domésticas a partir de 100 euros, como kits de lâmpadas reguláveis ​​a partir de um dispositivo móvel para selecionar a cor preferida para trabalhar.