Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Oeiras abre Hostel Social para acolher pessoas em situação de sem-abrigo

Trata-se de um projeto municipal que envolveu a reabilitação de um edifício e o investimento de 300 mil euros.

Hostel Social para acolher sem-abrigo já abriu
Hostel Social / Câmara Municipal de Oeiras
Autor: Redação

A pandemia da Covid-19 não deu tréguas e atirou milhares de pessoas para a pobreza. Atenta a este problema e ao já existente de pessoas em situação de sem-abrigo, a Câmara Municipal de Oeiras reabilitou um edifício para criar o Hostel Social, projeto que requeu um investimento de 300.000 euros. O objetivo é acolher temporariamente 14 pessoas em situação de sem-abrigo, mas não só.

Este edifício de dois pisos situa-se no número 6 da Rua Mouzinho de Albuquerque do concelho e foi inaugurado no passado dia 25 de junho, pelo Presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais, acompanhado pelo Executivo Municipal, refere a própria autarquia em comunicado.

Hostel Social para acolher sem-abrigo já abriu
Hostel Social / Câmara Municipal de Oeiras
O Hostel Social vai ter duas respostas sociais distintas, em duas áreas autónomas, diz a autarquia. Uma delas diz respeito ao “acolhimento de emergência de pessoas em situação de sem-abrigo, que será gerido pela Santa Casa da Misericórdia de Oeiras, tendo em vista o encaminhamento das mesmas para uma resposta social mais adequada, consoante as situações”, refere o mesmo documento. A outra resposta refere-se ao “acolhimento de indivíduos e/ou famílias em situação de emergência, cuja gestão caberá ao Município de Oeiras”, lê-se ainda.

Esta nova unidade social faz parte das soluções desenvolvidas pela autarquia "para melhorar a resposta às situações de emergência e de vulnerabilidade socioeconómica do tecido social do território", refere a mesma nota.