Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

bce já fez prestação da casa descer quase 20%

em causa está a constante descida das taxas euribor
Autor: Redação

a prestação da casa vai continuar a descer nos próximos tempos. os mínimos históricos das taxas euribor que se têm vindo a registar, e que surgem na sequência do corte de juros realizados pelo presidente do banco central europeu (bce), o italiano mario draghi, vão fazer com que o valor mensal a pagar ao banco pelo crédito à habitação recue para o nível mais baixo de sempre no próximo mês. de acordo com o jornal de negócios (jdn), desde que monti assumiu a presidência do bce, há praticamente um ano, o fardo das famílias portuguesas com o crédito à habitação reduziu quase 20%

segundo a publicação, num ano de governação no bce, mario draghi adoptou uma atitude mais proactiva, baixando a taxa de juro de referência em três ocasiões: actualmente está nos históricos 0,75%. os cortes de juros, associados às injecções de liquidez, fizeram com que as taxas euribor afundassem, o que funcionou como que um balão de oxigénio para as famílias portuguesas: “parece-me que não terá sido o objectivo principal do bce, e de draghi, ao baixar os juros. [mas] tratou-se de um efeito colateral positivo para os portugueses”, referiu filipe garcia, economista da imf

as contas do jdn concluem que, no espaço de um ano, os encargos das famílias com o financiamento para a compra de casa encolheram 17,2% nos créditos indexados à euribor a três meses. no prazo a seis meses, a indexante mais usada no país para efeitos de crédito à habitação, a descida é semelhante (17%), sendo que as famílias estão a poupar mais de 66 euros por mês