Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Dolce Vita Tejo volta a estar à venda - pelo dobro que custou há dois anos

Dolce Vita Tejo é o maior centro comercial de Portugal / Pragma
Dolce Vita Tejo é o maior centro comercial de Portugal / Pragma
Autor: Redação

O maior centro comercial do país, e um dos maiores da Península Ibérica, está de novo no mercado. Comprado há dois anos à falida Chamartin Imobiliária por 170 milhões de euros, o Dolce Vita Tejo está agora à venda por cerca de 300 milhões de euros.

O fundo americano Baupost é o atual proprietário de 90% do shopping e está agora a negociar a venda da sua participação junto de um fundo de investimento imobiliário europeu, segundo conta o Expresso. Os restantes 10% pertencem ao Eurofund Investments, de origem anglo-saxónica e espanhola.

Com 104 mil m2 de área bruta locável distribuídos por cerca de 300 lojas,o Dolce Vita Tejo tem mais de 30 restaurantes e 9000 lugares de estacionamento, entre outras valências.

Comprar barato, vender caro

O fundo americano Baupost dedica-se a operar, sobretudo na área do retalho, em particular, nos centros comerciais que compra a preços de oportunidade e revende pouco depois.

O jornal dá como exemplo desta estratégia, a compra há menos de três anos, ao fundo holandês VastNed de uma carteira com oito centros comerciais em Espanha, por 160 milhões, que já começou a alienar.

Ano de negócio nos shoppings em Portugal

A par desta operação, o Expresso recorda que está também a decorrer a alienação dos centros comerciais Fórum Coimbra e Fórum Viseu por 200 milhões. Os dois ativos fazem parte da carteira da Blackstone, também um fundo de investimento americano, cujo braço imobiliário em Portugal é a Multi.

Em 2017, estão previstos dois novos centros comerciais, que no seu conjunto somam 100 mil m2. Entre março e junho, o Grupo Ikea inaugura de forma faseada o seu segundo conjunto comercial em Portugal, o Mar Shopping Algarve, com um total de 83 mil m2 de área bruta líquida. No terceiro trimestre abrirá portas o Évora Shopping, o primeiro centro comercial de Évora, que contará 16.400 m2.