Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Fundos de investimento

Últimas notícias sobre "Fundos de investimento" publicadas em idealista.pt/news

Corum entra em Portugal para investir em ativos imobiliários nacionais e comercializar fundos

Com sucursal aberta em Portugal e escritórios inaugurados esta semana em Lisboa, a Corum Investments está a apostar no mercado nacional numa dupla vertente. Por um lado, está a investir em ativos imobiliários locais - por exemplo, comprou recentemente um edifício onde funciona um Pingo Doce, em Gaia - e, por outro, está a começar a comercializar os seus fundos imobiliários aos clientes domésticos. O país tem atualmente um peso de 3% nas carteiras de cada um dos fundos da Corum.

Notícia sobre:

Imofundos vende portefólio logístico de 60 mil m2 por 30 milhões

A Imofundos – Sociedade Gestora de Fundos e Investimento Imobiliário vendeu um portefólio industrial/logístico à M7 Real Estate por 30 milhões de euros. A carteira é composta por quatro ativos num total 60 mil m2.

Notícia sobre:

Estamo vende palacete e edifício de escritórios em Lisboa à Splendimension por 22,6 milhões

O fundo de investimento Splendimension, gerido pela LYNX Asset Managers, acaba de fechar negócio com a Estamo para comprar um edifício de escritórios e serviços, localizado na Av. José Malhoa 11, e um palacete em Benfica. Estes dois imóveis públicos estavam à venda desde o início do ano e foram adquiridos à participada da Parpública, agora em setembro, por um total de 22,6 milhões, depois de o contrato de promessa de compra e venda ter sido assinado em junho. 

Notícia sobre:

Reaver uma casa adquirida por fundos de investimento? Só até final de 2020

Alguns dos portugueses que foram “atingidos” pela última crise financeira conseguiram “salvar” a sua casa através do acesso a um mecanismo inovador e de caracter temporário, os chamados Fundos de Investimento Imobiliários para Arrendamento Habitacional (FIIAH). Estes consumidores têm até final de 2020 para exercer a opção de recompra do imóvel.

Notícia sobre:

Valor sob gestão dos fundos de investimento imobiliário desce 25,7 milhões de euros em julho

Em julho, o valor sob gestão dos Fundos de Investimento Imobiliário (FII), dos Fundos Especiais de Investimento Imobiliário (FEII) e dos Fundos de Gestão de Património Imobiliário (FUNGEPI) atingiu 11.048,4 milhões de euros, menos 25,7 milhões que no mês anterior.

Notícia sobre:

Portefólio de 8 lojas (em Lisboa e Porto) comprado por fundo alemão gerido pela C&W

A gestão do portefólio de retalho adquirido recentemente por um fundo alemão em Lisboa e Porto, e que contempla quatro ativos em cada uma das cidades, está a cargo da consultora imobiliária Cushman & Wakefield (C&W). 

Notícia sobre:

Alemães da AM Alpha pagam 55 milhões de euros para comprar Barreiro Retail Park

Depois de comprar a sede da Mapfre, na Rua Castilho, em Lisboa, no ano passado, por 17 milhões de euros, o fundo AM Alpha decidiu agora investir no centro comercial BPlanet - Barreiro Retail Park, localizado junto à Estação Ferroviária de Coina, no Barreiro. Nesta transação, os alemães pagaram cerca de 55 milhões de euros.

Notícia sobre:
Gtres

Três opções de investimento imobiliário tão rentáveis como a compra e venda de casas

O setor imobiliário está a viver um dos seus melhores momentos, tanto que passou a ser uma “fonte de investimento” para muitos portugueses. E apesar do segmento residencial gozar de um momento especialmente atrativo para os investidores e do mercado de arrendamento estar em alta (com valores elevados), a subida do preço das casas está a desacelerar.

Notícia sobre:

AEW entra em Portugal com a compra de 8 ativos de retalho em Lisboa e Porto

Há mais um investidor estrangeiro de relevo em Portugal. Após a entrada no Reino Unido e Holanda, a AEW decidiu apostar no mercado luso, por via da aquisição de oito ativos de retalho, em Lisboa e Porto, em nome do Europe City Retail Fund, sem revelar o valor da operação ou a identidade dos vendedores.

Notícia sobre:

Novo Banco liquida fundo de investimento imobiliário Imovalor e ganha 36 milhões

O Novo Banco decidiu liquidar e extinguir o fundo de investimento imobiliário Imovalor por já não o considerar estratégico. Com a operação, a entidade fica com 36 milhões de euros que resultaram da venda de um terreno com mais de 21.000 m2 em Lisboa. 

Notícia sobre: