Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Fundos de investimento

Últimas notícias sobre "Fundos de investimento" publicadas em idealista.pt/news

Corrida aos fundos imobiliários: valor sob gestão sobe 67,1 milhões

O interesse pelos fundos imobiliários está ao rubro. Em setembro de 2021, o valor sob gestão dos Fundos de Investimento Imobiliário (FII), dos Fundos Especiais de Investimento Imobiliário (FEII) e dos Fundos de Gestão de Património Imobiliário (FUNGEPI) atingiu 10.774,8 milhões de euros, mais 67,1 milhões (0,6%) que no mês anterior, segundo dados revelados recentemente pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Notícia sobre:

Fundos de investimento em alta: há seis que rendem mais de 35% por ano

A decisão de apostar em fundos de investimento tem tudo para ser acertada. Os mais recentes dados da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Património (APFIPP) confirmam isso mesmo: os 10 fundos com melhor desempenho (em %) nos últimos 12 meses rendem pelo menos 30%, havendo três que rendem mais de 40% e seis mais de 35%.

Notícia sobre:

ECS retira 7 ativos do portfólio ‘Projeto Crow’ e aguarda por novas ofertas

O fundo de capital de risco ECS Capital decidiu retirar sete ativos imobiliários ao “Projeto Crow” – num total de 30 –, como é conhecido o portfólio que a entidade colocou à venda e que tem dois finalistas, o fundo Davidson Kempner (DK) Partners e o consórcio Bain/Cerberus. Os sete ativos em causa têm um valor bruto de 300 milhões de euros, tendo a ECS Capital escrito uma carta aos dois candidatos, convidando-os a avançar com propostas finais até ao dia 30 de setembro.

Notícia sobre:

Os 10 maiores fundos imobiliários portugueses são…

O CA Património Crescente, da Square Asset Management, é o maior fundo imobiliário português: no final de julho de 2021, os seus ativos sob gestão ascendiam a 901 milhões de euros, agregando 9% do total de ativos deste segmento. Segundo dados da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios (APFIPP), desde maio de 2018 que este é o maior produto imobiliário nacional, sendo também o produto imobiliário aberto de acumulação mais rentável da última década.

Notícia sobre: