Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Uma loja com história (são 83 anos) nos Açores fechou portas – a culpa é da pandemia

“Loja da preta”, como era conhecido o espaço, encontra-se em Ponta Delgada e tem, agora, montras tapadas com cartão.

Google Maps
Google Maps
Autor: Redação

O nome comercial é J. C. Dias Júnior & Herdeiros, mas esta loja histórica em Ponta Delgada, nos Açores, é mais conhecida por “loja da preta”, sendo que a designação popular, que se sobrepôs à oficial, teve origem numa boneca mecânica de cor negra. Boneca essa que se manteve na montra do espaço, sempre no mesmo sítio, durante 83 anos – a loja abriu portas em 1937 e encerrou em 2020, na sequência da pandemia da Covid-19.

Segundo conta o Público, a loja – fundada por um polaco que se mudou para os Açores antes da II Guerra Mundial – fazia parte da paisagem da cidade: tinha cinco montras altas e envidraçadas sob a forma de abóbadas, sempre repletas de artigos de cozinha, brinquedos, decorações e de quase tudo. Montras essas que estão agora tapadas com cartão. 

Em fevereiro do ano passado, pouco tempo antes da pandemia da Covid-19 ter chegado a Portugal, o então presidente da Câmara de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, atualmente líder do governo regional, anunciava que o município estava a trabalhar num “regulamento de reconhecimento e proteção do comércio tradicional”, com o objetivo de proteger as lojas históricas da cidade. Uma regulamentação que não chegou a avançar, tendo sido suspensa devido à crise pandémica, revela a Câmara de Ponta Delgada, em declarações ao Público.