Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

As grandes tendências de decoração que vão marcar o ano

Autor: Redação

Prepara-te para um ano brilhante com cores vivas, padrões ricos e alegres. Em 2017 o design alia-se ao conforto e à consciência ecológica. Na rubrica de hoje, assegurada pela Home Staging Factory para o idealista/news, apresentamos-te estas e outras dicas fundamentais de decoração que vão ser tendênciaAfinal, ensinar a aproveitar e valorizar ao máximo o potencial de cada espaço e tornar as casas mais atrativas é o nosso objetivo.

2017 quer-se brilhante, vivo, alegre, fresco e revigorante! E, para contrariar a neutralidade e os tons pasteis escolhidos em 2016, a Pantone elegeu o “Greenery” como cor do ano! Uma cor que se impõem, que anima tudo e todos, realça, estimula e intensifica ambientes e energias. 

O verde-alface é a cor da natureza viva e representa o desejo de reaproximação do homem com o meio  ambiente. Simboliza ainda os primeiros sinais de florescimento, o renascimento e a renovação cíclica da natureza. 

Uma cor, que apesar da sua vivacidade, acalma e traz paz de espírito e está associada aos movimentos ecológicos e à preservação ambiental.

Enquanto em 2016 as cores pasteis dominantes expressavam a necessidade de harmonia num mundo caótico, o verde-alface surge em 2017 como resposta à necessidade e anseio por um novo começo, um rejuvenescimento, uma maior uniao e uma renovação total! 

Verde, a cor da esperança, da liberdade e da vitalidade, é o mote e a grande tendência de 2017!

Verde ecológico

O apelo pelo natural, ecológico e sustentável é uma tendência cada vez maior.  O mundo está caótico e as pessoas sentem uma necessidade crescente de se ligar com a natureza e com o real. Por todo lado, do design à arquitetura surgem novas ideias que recriam a natureza no meio urbano. Os jardins verticais e interiores, os telhados verdes e tudo o que é sustentável está em Alta. 

Sintéticos

Apesar de parecer contraditório à primeira vista a verdade é que faz todo o sentido. A opção por materiais “falsos” e sintéticos ganha cada vez mais adeptos. Peles sintéticas em vez de peles naturais. Pisos sintéticos em vez de madeira. “Mármores” falsos em vez de verdadeiro. As escolhas são cada vez mais racionais e as preferências são por materiais mais económicos, duradouros, práticos, funcionais e resistentes. Se posso ter uma bancada de cozinha tão bonita como de pedra mas mais leve, mais barata e com mais design porque escolher o mármore?

Texturas

As texturas fazem despertar os sentidos. É tempo de convidar a experimentar o toque das novas texturas, o conforto dos veludos e a sensibilidade das sedas. O tato é por excelência o sentido a desenvolver em 2017. Esta tendência faz parte de algo maior e abrangente. O mundo está sedento de conforto emocional e a procura por locais onde nos possamos abrigar do caos e excesso de informação que nos rodeia é geral.

Padrões exóticos

Os padrões ricos e exuberantes estão de volta anunciando o rejuvenescimento da natureza. As casas querem-se frescas, alegres e revigorantes! A decoração confere a energia e o otimismo que as pessoas procuram. Os padrões floridos, vivos e texturados trazem a natureza para dentro de casa.

Cortiça

A cortiça está de volta. Não só é um material versátil e ajustável, como também tem a capacidade de adicionar calor e conforto aos espaços ao mesmo tempo que tem a função de absorver ruídos quando utilizado em grandes espaços. Um material que começa a ser utilizado como substituto do papel de parede em locais de trabalho.

Terracota

Materiais quentes e naturais como a Terracota estão a substituir a actual procura pelo materiais brancos com design minimalista e frio. Paredes, lareiras e pisos em Terracota conferem um carácter acolhedor ao espaço e um ambiente mais campestre criando a sensação de uma ligação mais próxima com a natureza.

Cabeceiras de cama

As cabeceiras de cama são das componentes decorativas que tendem a sofrer maior mudança. Cabeceiras inovadoras, mais confortáveis e mais funcionais vão substituir as tradicionais cabeceiras de madeira. As cabeceiras estofadas, tradicionalmente associadas à hotelaria de luxo estão agora a ganhar terreno. Quer seja um modelo mais tradicional de cores neutras ou mais inovador e luxuosos de veludos e capitonés, as cabeceiras de cama são fáceis de mudar e conferem um maior conforto e uma mudança total à decoração do quarto.

No segmento hoteleiro querem-se com mais design, mais funcionais e com ligações multimedia incorporadas. 

Escapismo

Casas com cantos e recantos trabalhados como refúgios pessoais ganham cada vez mais adeptos. Há uma maior apetência pela desconexão, por “casulos”, onde nos possamos “esconder” e estar a sós, tranquilos e no nosso mundo, quer seja a ler um livro, a ouvir música ou a pintar.

Na decoração vai haver uma tendência para a criação de mais ambientes no mesmo espaço e acima de tudo mais diversificados em termos de funções. O mobiliário e acessórios escolhidos tendem a seguir esta tendência, destacando-se os materiais ultra-confortáveis e peças que destacam o uso individualista como as cadeiras “casulo”.

De uma forma geral, as cores vivas, os padrões e a natureza vão marcar as tendências de 2017.

O design alia-se ao conforto e à consciência ecológica à medida que a sede pela proximidade com a natureza aumenta. O verde e a sustentabilidade vão definitivamente marcar o ano trazendo novos apontamentos e ideias à decoração. Haverá uma tendência para o aumento da utilização de materiais reciclados e para a reutilização, abrindo espaço à inovação quer nos décors quer nas funções.

2017, o ano da renovação será também um ano rico em criatividade!