Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Do espaço ao valor: promotores imobiliários investem no Home Staging para fazer negócio

A Staging Factory apresenta o exemplo de uma moradia vendida em 5 meses depois de uma intervenção. Estava há 2 anos à espera para ser vendida.

Autor: Redação

Quando se consegue criar um vínculo emocional entre um espaço e quem o visita, consegue-se maximizar o valor do imóvel - o visitante vai sentir-se em casa e sentir o espaço como seu. E é exatamente esse momento que faz com que o cliente tome a decisão e dê mais valor por metro quadrado (m2), quer seja para arrendar, comprar ou usufruir. Fazer o design de interiores e o “staging” de um espaço é reconhecer todo o seu potencial e criar o cenário perfeito para que as pessoas que o visitam se tornem personagens da história futura desse imóvel. Desta forma, consegue-se potenciar o valor do espaço e promover  a sua comercialização.

O objetivo de um andar-modelo e de todo e qualquer projeto de home staging é transformar o imóvel, tornando-o mais atrativo para quem o visita (quer fisicamente quer online) através de uma decoração rápida, funcional, acolhedora e consensual, criando assim o ambiente certo para conquistar o coração e a carteira do cliente.

Segundo a Associação Espanhola de Home Staging, graças a esta técnica, a venda do imóvel é até 8 vezes mais rápida. E segundo as estatísticas da HSA, Home Staging Association Uk & Ireland referentes a 2019:

  • 77% dos promotores recuperaram o valor do investimento em home staging com a venda do imóvel;
  • 100% dos promotores concordam que os imóveis se vendem mais rápido após o investimento em home staging;
  • 94% dos consultores imobiliários concorda que o home staging aumenta o número de visualizações dos imóveis;
  • 78% confirmam que o home staging contribuiu para um aumento até 10% do valor do imóvel.

O caso prático que a “Staging Factory” hoje apresenta, neste artigo preparado para o idealista/news, é um exemplo claro de um espaço com grande potencial, mas subvalorizado pelo cliente ao ser apresentado vazio. O imóvel foi vendido em 5 meses depois da intervenção, e já estava há pelo menos dois anos à espera de ser vendido. Neste caso, a avultada dimensão da sala acabava por ser um problema em vez de um trunfo, já que poucos conseguiam visualizar o espaço mobilado.

Características gerais

TRÓIA RESORT - Lote 4 – Moradia para venda

  • Segmento | Imobiliário
  • Investimento | Standard –  30.000€<40 000€
  • Ambiente | Praia / Contemporâneo
  • Cliente: Sonae Capital
  • Área & Tipologia: Moradia V3 300 m2
  • Resultado: antes da intervenção – 2 anos à venda | após intervenção – vendida em 5 meses

O diagnóstico do espaço

O Tróia Resort promovido pela Sonae Capital foi inaugurado em 2008 tendo começado a ser comercializado em 2006. O objetivo definido em 2016 passava por comercializar os imóveis num prazo de três a cinco anos. O Lote 4 era uma das moradias que se encontrava à venda e era utilizada como modelo para a venda dos lotes.

A moradia V3, com uma área superior a 300 metros quadrados (m2), uma sala de refeições generosa, uma sala de estar com 70 m2 e um pé direito superior a 6 metros, distinguia-se pela arquitetura contemporânea , pela amplitude das áreas e pela abundância de luz natural. No entanto, e apesar de atrair algumas visitas, as suas características distintivas não eram suficientes para conquistar o seu futuro proprietário. O espaço vazio e enorme não conseguia criar o vínculo gerador da compra, e o que deveria ser um trunfo acabava por se tornar num entrave.

O desafio

Após algumas iniciativas de dinamização e valorização do imóvel, nomeadamente uma parceira com a Revista NUEVO ESTILO e o desenvolvimento de showroom por um decorador de interiores sevilhano para um evento de apresentação à imprensa internacional, a Staging Factory foi desafiada pelo Tróia Resort a enaltecer o espaço, criar um ambiente convidativo, distintivo e acolhedor com o objetivo de aumentar a atratividade do imóvel, revelar o verdadeiro potencial e mostrar o Lote 4 em todo o seu esplendor, mostrando ao potencial comprador o sonho que ali poderia viver. Pretendia-se assim a criação de um ambiente que conseguisse promover a rapidez da comercialização do Lote 4.

A estratégia

A Staging Factory começou por analisar o perfil do cliente comprador da zona de Tróia / Comporta e concluiu-se que apesar de sofisticado é um cliente apreciador da simplicidade aliada ao conforto e à beleza natural. Paralelamente analisaram-se as tendências atuais dos estilos de vida que apontam para uma crescente valorização dos ambientes que remetem para a naturalidade, as origens e a sustentabilidade. Ambientes que, bem trabalhados, são interpretados e sentidos como autênticos refúgios de tranquilidade e paz, tal como o imaginário de Tróia. Este foi o ponto de partida que acabou por definir o conceito base de toda a decoração – Designed by Nature.

Assim, e, tendo em conta o budget definido, a Staging Factory propôs uma decoração inspirada no “imaginário da Comporta”, onde ambientes descontraídos, minimalistas e acolhedores, transmitem bem-estar e criam uma grande ligação com o potencial cliente. A decoração composta por peças de design contemporâneo e materiais como a madeira ou as fibras naturais deram ao ambiente um toque fresco, intimista, requintado e elegante.  Foram trabalhados ainda diversos ambientes com funções distintas de forma a maximizar o potencial do espaço.

O valor

Após cerca de 2 meses de trabalho, incluindo a análise, o processo criativo, a pesquisa e seleção de fornecedores, a gestão das compras, entregas e montagens, foi realizada a produção fotográfica com vista à apresentação do Lote 4.

A decoração proposta, contemporânea e elegante e adequada ao espírito de férias, conseguiu fazer com que os clientes visitantes imaginassem ali uma vida de sonho.  O resultado foi a venda da moradia em abril de 2019 incluindo todo o mobiliário e decoração. O Lote 4 conquistou ainda o Programa Espaço&Casas que fez uma reportagem sobre o espaço e os novos ambientes.

Resultado