Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Arrendamento em Lisboa

Últimas notícias sobre "Arrendamento em Lisboa" publicadas em idealista.pt/news

Quase 125.000 m2 de escritórios arrendados em Lisboa até julho: mais 9% que há um ano

Em julho foram arrendados apenas 14.906 m2 de espaços de escritórios em Lisboa, menos 46% que o valor verificado no mesmo mês do ano passado. Ainda assim, à área total ocupada nos primeiros sete meses do ano foi 124.975 m2, 9% superior à registada no período homólogo.

Notícia sobre:

Câmara de Lisboa reforça fiscalização do Alojamento Local

As autorizações de novos registos de Alojamento Local (AL) estão suspensas em cinco bairros históricos de Lisboa desde 9 de novembro, mas o sistema continua a aceitar registos, estando a Câmara Municipal de Lisboa a reforçar a fiscalização, admitindo necessitar de mais pessoas para o efeito.

Notícia sobre:

Senhorios têm até 31 de dezembro para pedir redução de IMI

Os proprietários que tenham casas no mercado de arrendamento têm até final do mês para pedir uma redução de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI). No caso de Lisboa, o desconto pode chegar aos 20%. Trata-se de um benefício fiscal que está previsto na lei, mas que não é de aplicação automática, ou seja, têm de ser os proprietários a apresentar um requerimento às autarquias – em Lisboa têm até 31 de dezembro para o fazer.

Notícia sobre:

Alojamento Local: 85% dos proprietários só tem uma casa para arrendar a turistas

Alojamento Local (AL) sim, mas em larga escala não. Quer isto dizer que a grande maioria dos proprietários que investe no mercado de arrendamento temporário –sobretudo direcionado a turistas – tem apenas um imóvel disponível. Dos 54.364 alojamentos que integravam o Registo Nacional do Alojamento Local (RNAL) a 15 de novembro deste ano, 64% pertenciam a pessoas singulares. E destas 85% detinham apenas uma casa.

Notícia sobre:
O coordenador do Programa Renda Acessível, Ricardo Veludo

Programa Renda Acessível à caça de investidores em Lisboa

"Lisboa para todos" é a mensagem do pavilhão que a Câmara Municipal de Lisboa apresenta no SIL 2017, local onde decorreu, esta quinta-feira, a conferência de apresentação do Programa Renda Acessível. O coordenador do projeto, Ricardo Veludo, aproveitou o momento para falar aos investidores e apresentar o modelo de negócio e áreas de intervenção de uma iniciativa que quer, entre outras coisas, fixar a classe média no centro de Lisboa, investir em habitações com rendas acessíveis, gerar mais emprego, mais e melhor mobilidade e mais empreendedorismo.

Notícia sobre:

Há 24 casas disponíveis em Lisboa com rendas entre 156 e 342 euros

Queres viver em Lisboa numa casa arrendada por valores abaixo dos praticados no mercado? Então fica a saber que te podes candidatar até dia 8 de junho a uma das 24 casas municipais que integram a 14ª edição do Programa Renda Convencionada. “As casas têm rendas entre 156 e 342 euros e as tipologias variam entre T1 e T3”, revela a Câmara Municipal de Lisboa no site Re-Habitar Lisboa.

Notícia sobre:

Associações de Lisboa exigem ao Governo soluções para problemas de habitação

Várias associações de Lisboa vão exigir ao Governo, em carta aberta, medidas para solucionar os problemas de habitação relacionados com o preço e a disponibilidade de casas na capital, revelou o secretário-geral da Associação dos Inquilinos Lisbonenses (AIL), António Machado. A iniciativa da carta aberta, intitulada de “Morar em Lisboa. Construir uma Lisboa de todos!”, encontra-se em fase de recolha de assinaturas.

Notícia sobre:

Casas para arrendar a preços de saldo na Baixa de Lisboa, a partir de 2017

Quem atualmente procura casa para arrendar com preços acessíveis na Baixa de Lisboa poderá sentir-se como estando a procurar uma agulha num palheiro. Mas esta realidade está em vias de mudar, já no próximo ano, segundo o IHRU, que promete colocar no mercado imóveis com rendas condicionadas, entre 30% e 40% mais baratas.

Notícia sobre:

Rendas controladas: Câmara lança programa para devolver classe média ao centro de Lisboa

Viver em Lisboa, numa casa arrendada, vai passar a ser mais fácil e barato para as famílias de classe média. Esse é o grande o objetivo da Câmara Municipal de Lisboa (CML) que esta manhã lança um programa de arrendamento a "preços controlados" para permitir o regresso de moradores ao centro da capital, com mais de cinco mil casas em locais como o Vale de Santo António e Colina de Santana.

Notícia sobre:

Lisboa: rendas estão mais caras, há menos casas e o alojamento local ganha força

As rendas não param de subir em Lisboa, uma tendência que se verifica desde 2014. A oferta está a diminuir e a procura permanece estável e os senhorios preferem o arrendamento de curta duração a estrangeiros, que é mais rentável. Já para os jovens portugueses, arrendar casa no centro da cidade é cada vez mais complicado.

Notícia sobre: