Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Banco Central Europeu

Últimas notícias sobre "Banco Central Europeu" publicadas em idealista.pt/news

BCE reforça poder da bazuca para estimular economia: quais os efeitos para as empresas, famílias e Estado?

O Banco Central Europeu (BCE) está em estado de alerta total no combate à deflação na Zona Euro. Esta quinta-feira, Mario Draghi veio anunciar um aumento da força da "bazuca" de estímulos à economia, com seis novas medidas. Mas os investidores desconfiam da eficácia do novo plano e os mercados reagiram negativamente.

Notícia sobre:

BCE volta a baixar taxas de juro para mínimos históricos

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou esta quinta-feira (dia 10) que baixou a taxa de juro diretora para um novo mínimo histórico de 0% - estava em 0,05% desde setembro de 2014. Desta forma, a entidade liderada por Mario Draghi não vai cobrar dinheiro aos bancos para se financiarem diretamente através do regulador.

Notícia sobre:

BCE desmonta símbolo do euro em Frankfurt no dia após o referendo grego

Coincidência ou não, a verdade é que as obras de desmantelamento da símbolo do euro do Banco Central Europeu (BCE) arrancaram ontem, precisamente no dia após o referendo grego. As obras de renovação da escultura localizada no jardim da antiga sede da instituição liderada por Mario Draghi deverão durar esta semana e terão um custo na ordem dos 60 mil euros.

Notícia sobre:

Crédito à habitação: taxa de juro em mínimos de cinco anos

Os portugueses que pediram crédito à habitação em abril beneficiaram das melhores condições de financiamento dos últimos cinco anos. Segundo dados do BCE, a taxa de juro média dos novos empréstimos para a compra de casa fixou-se, em média, nos 2,41%.

Notícia sobre:

Assim é a nova sede do BCE (fotos e vídeo)

O BCE inaugurou dia 18 oficialmente a sua nova sede. Está localizada junto ao rio Main, em Frankfurt, e é um imponente arranha-céus de 45 andares, quase todo em aço e vidro. Segundo o presidente da entidade, o italiano Mario Draghi, trata-se de “um marco” para a cidade alemã. Erguer a “nova casa do BCE” custou 1.300 milhões, mais 50% que o previsto, o que tem causado muita indignação popular e polémica, já que os tempos são de austeridade.

Notícia sobre:

Draghi surpreende e baixa taxas de juro para novo mínimo histórico

Ao contrário do que os investidores antecipavam, o Banco Central Europeu (BCE) baixou a taxa de juro diretora para um novo mínimo histórico de 0,05%. Esta é a resposta do banco central aos sinais de arrefecimento dos preços e da atividade económica na Zona Euro, numa tentativa de combater a temida deflação.

Notícia sobre:

BCE baixa taxa de juro para novo mínimo histórico (0,15%)

O Banco Central Europeu (BCE) confirmou as expectativas avançadas pelos analistas e baixou a taxa de juro diretora para um novo mínimo histórico de 0,15% – desde novembro que se encontrava nos 1,25% –, passando ainda a taxa de depósito de zero para -0,1%.

Notícia sobre:

Rumores do dia

Lagarde volta a ser falada para suceder a Barroso: Christine Lagarde, diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI) e antiga ministra das Finanças de Nicolas Sarkozy, é um nome que voltou a ser falado para a presidência da Comissão Europeia, depois de o primeiro-ministro britânico, David Cameron, ter abertamente recusado o nome de Jean-Claude Juncker para suceder a Durão Barroso. (Reuters)

Notícia sobre:

Portugal é o país da Zona Euro com as casas mais subvalorizadas

O imobiliário residencial português é o mais subvalorizado da Zona Euro, de acordo com os dados publicados esta semana pelo Banco Central Europeu (BCE), no Relatório de Estabilidade Financeira. Em Portugal, os imóveis para habitação apresentam uma subvalorização de cerca de 12%, sendo que só Holanda e Irlanda se aproximam destes valores.

Notícia sobre:

Rumores do dia

Empresário angolano quer comprar quadros de Miró ao Estado: Passos Coelho tem em cima da mesa uma solução para evitar a venda das 85 obras Miró, na posse do Estado. Rui Costa Reis, empresário angolano de origem portuguesa, apresentou uma proposta ao Governo para aquisição das obras do artista catalão que ronda os 44 milhões de euros. E impôs como condição para a realização do negócio a manutenção da coleção em Portugal. O Porto é a cidade escolhida para a exposição das obras durante 50 anos. (Diário Económico)

Notícia sobre: