Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Comprar casa em Espanha

Notícias e informações ideais se procura comprar casa em Espanha, em cidades como Madrid ou Barcelona, publicadas pela equipa do idealista.pt/news.

A casa mais cara de Espanha (e a mais cara na história do idealista) está à venda

O mercado imobiliário de luxo está ao rubro. A maioria dos especialistas concorda, aliás, que este segmento está a ultrapassar um dos melhores momentos de sempre. E isto deve-se não só à procura, que aumentou exponencialmente, como também à subida de preços. Prova disso é este exemplo: a casa mais cara da Espanha está à venda por 80 milhões de euros.
Notícia sobre:

Crédito à habitação: bancos espanhóis obrigados a devolver milhões aos clientes

O Tribunal de Justiça da UE teve mão pesada com a banca espanhola, obrigando as entidades a pagar um valor que se situará entre 5.000 e 7.500 milhões de euros. Em causa está aquilo que os bancos ganharam com as chamadas cláusulas suelo (cláusulas de solo), que penalizaram os consumidores, impedidos assim de beneficiar da descida das Euribor. Um montante que terá agora de ser restituído, independentemente de quando foram concretizados os créditos à habitação.

Notícia sobre:

Portugal precisa de casas novas nas periferias, avisam especialistas

A reabilitação urbana tem estado na ordem do dia. Tem e deverá continuar a estar. Mas o futuro passará, também, pela construção de novas casas, sobretudo nas periferias das grandes cidades, para responder à subida de preços que se está a viver nos principais centros urbanos do país.

Notícia sobre:
Imóveis novos ao melhor preço em Espanha

24 casas novas e baratas à venda em Espanha (fotos)

Os nossos colegas do idealista News Espanha elaboraram uma lista com as 24 casas novas e mais baratas que estão à venda no país. Em causa estão imóveis anunciados no site idealista que custam entre 20.900 e 34.700 euros.

Notícia sobre:

O paraíso de Prince em Marbella que está à venda há 20 anos

Como muitos atores e artistas, o cantor Prince também manteve uma “relação próxima” com Espanha. Após um concerto em Marbella, apaixonou-se pela Costa do Sol e comprou uma luxuosa mansão em 1996, que agora está avaliada em 5,25 milhões de euros. O triste falecimento, nesse mesmo ano, do seu primeiro filho com a bailarina Mayte García devastou a família, que decidiu pôr o imóvel à venda. A casa continua, no entanto, no mercado.
Notícia sobre:

Espanha recupera força do setor imobiliário com subida de vendas e preços

O setor imobiliário espanhol consolidou, em 2015, a tendência de crescimento observada um ano antes, depois de viver uma retoma do número de operações, preços e crédito à habitação. O balanço, claro e direto, é do Conselho Geral do Notariado de Espanha.

Notícia sobre:

"El Gordo" 2015 de Espanha: os premios

Quando o "El Gordo" de Espanha toca a alguém muda-lhe a vida, mas quem não se informa bem sobre tudo o que o prémio envolve ou como investí-lo, ainda se arrisca a mudar para pior. Se resolveste comprar um bilhete da lotaria de Natal espanhola, ajudamos-te com toda a informação que precisas saber para evitar que destruas a tua fortuna e, sobretudo, para que possas rentabilizá-la.

Notícia sobre:

Casas de sonho: O cocktail perfeito de luxo, design e natureza (fotos)

Todas as quintas-feiras apresentamos uma casa de sonho. Esta semana fazemos uma curta viagem até Madrid, Espanha, para conhecer uma mansão que fará as delícias dos amantes do design, do luxo e da natureza. A Casa Levene, como é conhecida – o seu proprietário chama-se Richard Levene, diretor da conceituada revista de arquitetura “El croquis” –, foi projetada pelo arquiteto Eduardo Arroyo e está totalmente integrada no Monte Abantos.
Notícia sobre:

Mercado imobiliário espanhol começa a estabilizar: preços das casas disparam e retomam operações de compra e venda

O mercado imobiliário espanhol, que sofreu gravemente os feitos da bolha que rebentou a partir de 2008, começa a consolidar a recuperação e a mostrar números mais estáveis. As vendas cresceram 7% em julho face ao mês anterior, para quase 32,8 mil casas, um dado que não se via desde a primavera de 2013. E os preços subiram mais de 4%, para níveis de antes do início da crise, em 2007.

Notícia sobre: