Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Construtoras

Últimas notícias sobre "Construtoras" publicadas em idealista.pt/news

Construtoras do Grupo Lena põem CGD em tribunal: valor da ação supera 258 milhões de euros

As construtoras Always Special e Lena SGPS, detidas pela família Barroca Rodrigues, avançaram com uma ação no tribunal de Lisboa contra a Caixa Geral de Depósitos (CGD) no valor de 258 milhões de euros. De recordar que, soube-se recentemente, o Grupo Lena foi extinto com a fusão das construtoras Lena SGPS e Lena Engenharia Construção na já referida Always Special.

Notícia sobre:

Construção foi um dos cinco setores que aumentou a faturação durante a pandemia

A construção foi um dos cinco setores que aumentou a faturação durante a pandemia da Covid-19, mais concretamente entre março e novembro de 2020, face ao período homólogo. Em causa está um crescimento de 4%, segundo dados divulgados recentemente pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), com base na informação da plataforma e-fatura, da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT).

Notícia sobre:

Grupo Lena foi extinto e dívidas das construtoras passam para a esfera da Always Special

O Grupo Lena foi extinto com a fusão das construtoras Lena SGPS e Lena Engenharia Construção na também construtora Always Special. Construtoras essas da família Barroca Rodrigues que surgiram há dois anos na lista dos grandes devedores da Caixa Geral de Depósitos (CGD), com dívidas na ordem dos 90 milhões de euros, segundo a auditoria da EY. Na sequência desta fusão, a Always Special passa a ser responsável pelos ativos e passivos das duas sociedades.

Notícia sobre:

Mota-Engil ganha obra de 1,48 mil milhões na Nigéria – maior contrato de sempre da construtora

A Mota-Engil ganhou uma obra de 1,82 mil milhões de dólares (1,48 mil milhões de euros) na Nigéria, sendo este o maior contrato de sempre da construtora portuguesa, anunciou a empresa numa nota publicada pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) esta segunda-feira (11 de janeiro de 2021). Em causa está a construção de uma linha férrea.

Notícia sobre:

Acionistas da Mota-Engil aprovam aumento de capital até 100 milhões de euros

Os acionistas da Mota-Engil deram “luz verde” ao Conselho de Administração para deliberar um aumento de capital de 100 milhões de euros, segundo um comunicado divulgado pelo grupo esta quinta-feira (7 de janeiro de 2021). A autorização para a administração do grupo poder avançar com o aumento de capital reservado a acionistas, que permitirá à chinesa China Communications Construction Company (CCCC) – a quarta maior construtora do mundo – ficar com 30% da empresa portuguesa, foi aprovada com 99,46% de votos.

Notícia sobre:

Sacyr Somague: "Apesar da pandemia vamos crescer 10% a 15%"

O ano de 2020 "foi muito complicado”, mas, ainda assim, a Sacyr Somague prevê fechar o exercício com um aumento de 10% a 15% do volume de negócios, em plena pandemia. A construtora de base espanhola faturou 179 milhões de euros em 2018, tendo registado um crescimento para 202 milhões de euros em 2019 e chegará aos 230 milhões de euros em 2020.

Notícia sobre:

Mota-Engil vai construir uma autoestrada no Gana por 464 milhões de euros

A Mota-Engil vai construir uma autoestrada no Gana. Em causa está a adjudicação de um novo contrato no país africano, através da sua subsidiária Mota-Engil Engenharia & Construção África, por 570 milhões de dólares (464 milhões de euros), revelou a construtora portuguesa, que recentemente arrecadou 169,4 milhões de euros com venda de 23% da sua posição aos chineses da China Communications Construction Company (CCCC).

Notícia sobre:

Mota-Engil ganha obras de 354 milhões no Ruanda e 72 milhões na Polónia

A construtora Mota-Engil, que arrecadou 169,4 milhões de euros com venda de 23% da sua posição aos chineses da China Communications Construction Company (CCCC), ganhou recentemente dois novos contratos: um relativo a obras no Ruanda, de 425 milhões de dólares (354 milhões de euros), e outro na Polónia, de 72 milhões de euros

Notícia sobre:

Segunda vaga da pandemia e incerteza económica condicionam evolução do setor da construção

O setor da construção civil e obras públicas tem-se mostrado resiliente à pandemia da Covid-19, com vários segmentos a darem resposta positiva à crise pandémica, como por exemplo o consumo de cimento, os licenciamentos e os concursos promovidos e contratos celebrados de empreitadas de obras públicas. Uma evolução, no entanto, que é “fortemente condicionada pelo significativo aumento da incerteza em torno do comportamento do atual surto pandémico e a possibilidade de ressurgimento de medidas restritivas, cujos impactos na economia poderão ser muito significativos no conjunto da atividade económica”, alertam duas das mais importantes associações do setor.

Notícia sobre: