Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Euribor

Últimas notícias sobre "Euribor" publicadas em idealista.pt/news

Prestação da casa subiu ligeiramente este mês

A prestação do crédito à habitação subiu ligeiramente no início de janeiro de 2019, face ao valor das últimas revisões. Um cliente com um empréstimo no valor de 150.000 euros a 30 anos, indexado à Euribor a seis meses com um spread de 1%, paga desde o início deste mês 465,83 euros, mais 1,68 euros.

Notícia sobre:

Forma de cálculo da Euribor negativa “não é clara” para consumidores, alerta a Deco

Cinco meses depois da entrada em vigor da lei que obriga a refletir a Euribor negativa nos contratos de crédito à habitação, “não é clara a forma de cálculo da bolsa de juros para benefício dos consumidores”, diz a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco).  

Notícia sobre:

Prestação da casa segue em baixa: juros em terreno negativo até 2020, diz BCE

Boas notícias para quem tem de pagar um empréstimo ao banco pela compra de casa. Os indexantes que servem de base à grande maioria dos contratos de crédito à habitação em Portugal vão continuar em níveis baixos durante pelo menos mais dois anos, segundo as previsões do BCE. As taxas só deverão voltar a terreno positivo no final desse ano. 

Notícia sobre:

Dezembro chega sem alterações na prestação da casa

O mês de dezembro é, em regra, um mês de maiores gastos - as prendas e festas de natal.... a passagem de ano.... mas este ano há uma boa notícia: as prestações da casa pagas ao banco ficam quase inalteradas no último mês de 2018. Se tens um crédito à habitação indexado às taxas Euribor vais ficar a pagar basicamente o mesmo. Em novembro, a média da taxa Euribor a seis meses foi de -0,257% (contra -0264% em outubro) e a média da taxa a três meses de -0,316% (face a -0,318% em outubro). 

Notícia sobre:

Euribor continua negativa no próximo ano

Boas notícias para quem tem de pagar um empréstimo ao banco pela compra da casa. A Euribor, principal indexante dos contratos à habitação em Portugal (mais de 95% dos financiamentos em vigor), vai manter-se em terreno negativo até ao próximo ano. Essa é, pelo menos, a previsão do Governo contemplada na proposta do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019). Isto significa que a prestação da casa se vai manter praticamente inalterada - caso as estimativas do Executivo estejam certas.

Notícia sobre:

A pensar em pedir um crédito à habitação? Conta com subida da Euribor em 2020

Um dado importante para quem está a considerar contratar um crédito à habitação: as atuais condições do mercado das taxas de juro não devem mudar muito daqui até, pelo menos, ao verão de 2019, segundo o próprio BCE. A partir de aí, o cenário deverá mudar e, por isso, neste momento é hora de pensar se optar por um empréstimo para a compra de casa baseado em taxa fixa, variável ou mista. 

Notícia sobre:

Deco Alerta: Tudo o que tens de saber sobre a Euribor negativa no crédito à habitação

Muito se tem falado sobre os efeitos da Euribor negativa nos créditos concedidos pelos bancos para a compra de casa. No artigo de hoje da rubrica Deco Alerta, explicamos-te tudo sobre este assunto.

Notícia sobre:

Euribor negativa no crédito à habitação: sete bancos compensam mais de 33.000 clientes

O número de contratos afetados pela nova lei que obriga à devolução dos juros negativos no crédito à habitação ascende a cerca de 33.000. Aos cerca de 31.000 clientes dos cinco principais bancos –CGD, BCP, BPI, Novo Banco e Santander Totta – juntam-se 1.800 clientes do Montepio e 300 do Crédito Agrícola.

Notícia sobre:

Bancos vão compensar 31.000 clientes por Euribor negativas nos empréstimos da casa

Cerca de 31.000 clientes com crédito à habitação nos cinco principais bancos portugueses – CGD, BCP, BPI, Novo Banco e Santander Totta – irão beneficiar de uma redução no capital em dívida do empréstimo da casa, face à lei que obriga os bancos a aplicarem juros negativos.

Notícia sobre:

Santander Totta quer vender 5 mil imóveis até ao final do ano - a sede na Baixa está fora deste pacote

O Santander Totta tem à venda cerca de cinco mil imóveis que quer fechar até ao final do ano, mas a sede na Baixa de Lisboa não faz parte da carteira. A maioria dos ativos foi herdada do Banco Popular Portugal, aquando da sua aquisição. Por outro lado, o banco prepara-se para compensar 1.300 clientes com crédito à habitação por causa das Euribor negativas.

Notícia sobre: