Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Alojamento Local: 5 dicas para tornar o negócio mais rentável

Dos anúncios ao site, passando pela definição das tarifas, tudo o que é preciso saber para ter a ocupação a 100% e recuperar da crise.

Rentabilizar Alojamento local
Photo by Anthony Fomin on Unsplash
Autor: Redação

A vontade de sair de casa e voltar a viajar está a mostrar-se maior que nunca. A pandemia da Covid-19 ainda esta aí, mas graças à elevada taxa de vacinação e ao uso do certificado digital hoje estamos mais livres e seguros para fazer as malas e ir de férias. E, por isso, é expectável que os alojamentos turísticos consigam recuperar o rumo dos seus negócios, que durante mais de um ano estiveram (quase) congelados. Os ventos parecem soprar a favor do turismo em Portugal, mas para tornares o teu negócio de Alojamento Local (AL) mais rentável há muito que podes fazer. Vamos ajudar-te com várias dicas de especialistas.

Para que tenhas todos os quartos reservados este verão, a equipa do Avaibook (software de gestão de alojamentos turísticos do idealista) preparou uma lista de cinco recomendações com tudo o que deve fazer um proprietário ou gestor de um alojamento local, bem como de vários erros a evitar. Queres ter a taxa de ocupação a 100%?

1. Visibilidade online do alojamento local

Devemos criar um anúncio do nosso AL em todos os portais online? A resposta é simples: Não! Primeiro, devemos analisar o nosso negócio em profundidade: qual é o tipo de alojamento que temos, a que público nos queremos dirigir e que possibilidades existem no mercado.

O nosso sucesso não deve depender de um ou dois canais e, por isso, é importante diversificar. O ideal será ter, pelo menos, quatro ou cinco anúncios em portais diferentes. Uns de maior alcance, como Booking.com, Airbnb e Expedia. E outros para clientes mais segmentados, como é o caso da Rentalia ou da Vrbo.

É importante que te apoies num ‘channel manager’ para evitar qualquer problema e para que possas gerir tudo sem complicações.

Anúncios de alojamento local
Photo by KOBU Agency on Unsplash

2. Fotografias de qualidade nos anúncios de alojamento

Outro erro comum é não comunicar ao cliente as melhores caraterísticas do alojamento. É bastante frequente haver descrições menos assertivas e disponibilizar pouca informação quer do alojamento quer da sua envolvência. Não deves deixar espaço para dúvidas, sê honesto e criativo! Lembra-te que vendes experiências, não só uma cama para passar uma noite.

Como “uma imagem vale mais que mil palavras” deves contratar um profissional para tirar várias fotografias de qualidade ao teu alojamento. Ou até mesmo oferecer uma experiência envolvente do alojamento com uma Virtual Tour. Faz com que o turista deseje estar no teu estabelecimento e não noutro.

Fotografia no alojamneto local
Photo by Laura Chouette on Unsplash

3. Define tarifas de alojamento local consoante a época

Preparar uma estratégia de preços é essencial. Deves ter em conta os custos fixos, isto porque estes poderão servir para calcular um preço médio por noite. Assim, não te arriscas a colocar oferta no mercado a uma tarifa mais baixa do que é suposto.

Depois, também é importante analisar a concorrência e o seu histórico. Nota que existem algumas ferramentas no mercado, como os 'Market Data', que ajudam a analisar e preparar a estratégia de preços de forma rápida e simples.

Também deverás definir diferentes épocas - da alta à baixa - consoante o calendário e ajustar as tarifas devidamente. Confirma também todas as datas festivas, tanto na tua zona como nos países dos potenciais clientes, já que podem tirar férias nessa altura. Organiza o teu negócio para que possas tirar o máximo partido das diferentes épocas do ano.

reservas alojamento local para férias
Imagem de Engin Akyurt por Pixabay

4. Aposta num website próprio para o teu alojamento local

Ter um canal direto de vendas é fundamental e hoje mais que nunca. Isto porque, devido à pandemia, os turistas procuram canais de comunicação onde possam tirar dúvidas de forma rápida e direta. Por este motivo, ter um website próprio é muito importante, assim como disponibilizar um motor de reservas, uma vez que poderá potenciar o negócio e ajudar a multiplicar as reservas.

O website do teu Alojamento Local deve estar bem estruturado. Não te esqueças que o site do teu negócio é uma janela para o mundo e será uma das principais fontes de informação dos teus clientes, por isso dá o teu melhor e estrutura-o bem. 

site do alojamento local
Photo by Domenico Loia on Unsplash

5. Reserva 'on-request'

Se não tiveres a opção “reserva imediata” ativada em todos os canais, fá-lo assim que puderes. Este é outro fator que te vai ajudar a obter mais reservas, especialmente agora que as tendências de viagem nos dizem que duas em cada cinco reservas são feitas no mesmo dia ou apenas dois dias antes da viagem, ou seja, que o 'last-minute' é a nova moda.

Claro que há sempre o receio de perder o controlo sobre quem vai ficar no teu AL ao aceitares as reservas de forma imediata, mas podes acionar algumas restrições para ficares mais descansado. Nota que, ao implementares esta opção, terás uma taxa de conversão mais elevada, que pode mesmo chegar a subir até 30%!

Criar um website de alojamento local
Photo by Carlos Muza on Unsplash