Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

juros nos cartões de crédito ficam hoje mais baratos

nos cartões de crédito e contas à ordem a descoberto a taxa de juro máxima será de 27,5%
Autor: Redação

os portugueses vão pagar menos, a partir de hoje, em taxas de juro quando utilizarem cartão de crédito, contas ordenado ou entrarem no descoberto, num máximo de 27,5%, menos 9,9 pontos percentuais que no final de 2012. a nova alteração legislativa entra esta segunda-feira em vigor e aplica-se a todos os contratos, os actuais e os que vierem a ser celebrados

segundo o semanário sol, para os cartões de crédito e facilidades de descoberto de contas à ordem (a 30 dias), a taxa de juro máxima será de 27,5%, de acordo com as regras agora adoptadas

em março o secretário de estado adjunto da economia e desenvolvimento regional, antónio almeida henriques, lembrou que no final do ano passado, as taxas máximas aplicáveis à utilização dos cartões de crédito chegaram aos 37,4%, "com uma tendência para subir", e sublinhou que "se nada fosse feito" poderiam atingir os 40% no final deste ano

a nova alteração legislativa regula e disciplina a definição das taxas de juro aplicáveis aos cartões de crédito e a todos os créditos pessoais, estabelecendo assim que a taxa anual de encargos global (taeg) "passa a ter uma nova fórmula de cálculo e também tectos máximos para os diferentes segmentos de crédito", revistos trimestralmente pelo banco de portugal, escreve o mesmo jornal

se os bancos não cumprirem e ultrapassarem este limite máximo serão alvo de sanções, "sem prejuízo da responsabilidade criminal", esclareceu então o secretário de estado