Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Crédito à habitação: juros descem e prestação mantém-se nos 259 euros

Gtres
Gtres
Autor: Redação

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação situou-se, em setembro, em 1,471%, menos 0,020% que no mês anterior (1,491%). Trata-se da segunda queda mensal consecutiva, uma situação que se deve ao facto das taxas Euribor também estarem a descer, na sequência do Banco Central Europeu (BCE) ter descido a taxa de juro diretora – a 5 de setembro – de 0,15% para 0,05%.

No que diz respeito à taxa de juro relativa aos empréstimos celebrados nos últimos três meses, situou-se em 3,131%, superior à verificada no mês anterior (3.071%). 

Já a prestação média vencida, para a globalidade dos contratos, manteve-se em 259 euros. De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), a mensalidade a pagar ao banco pelo crédito à habitação subiu, no entanto, nos contratos celebrados nos últimos três meses, passando para 353 euros, mais 13 euros que em agosto.