Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Juros casa

Últimas notícias sobre "Juros casa" publicadas em idealista.pt/news

Juros da casa em máximos de agosto de 2016

Depois de ter recuado em novembro, a taxa de juro implícita no crédito à habitação voltou a acelerar no último mês de 2018, tendo-se fixado nos 1,053%. Trata-se do valor mais elevado desde agosto de 2016 (1,059%).

Notícia sobre:

Crédito à habitação: juros descem e prestação mantém-se nos 259 euros

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação situou-se, em setembro, em 1,471%, menos 0,020% que no mês anterior (1,491%). Trata-se da segunda queda mensal consecutiva, uma situação que se deve ao facto das taxas Euribor também estarem a descer, na sequência do Banco Central Europeu (BCE) ter descido a taxa de juro diretora – a 5 de setembro – de 0,15% para 0,05%.

Notícia sobre:

Crédito à habitação: juros sobem há 11 meses

A taxa de juro dos contratos de crédito à habitação aumentou em julho 0,015% face ao mês anterior, tendo-se fixado nos 1,506%. De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), os juros cobrados pelos bancos na concessão de empréstimos para a compra de casa estão a subir há 11 meses, sendo que em agosto de 2013 a taxa estava nos 1,407%.

Notícia sobre:

Crédito à habitação: taxa de juro sobe há dez meses

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação aumentou 0,019% em junho, face a maio, e fixou-se em 1,491%, sendo esta a décima subida mensal consecutiva. Nos contratos para Aquisição de Habitação, a taxa de juro foi 1,505%, tendo aumentado 0,019% num mês.

Notícia sobre:

Crédito à habitação: juros sobem há oito meses

A taxa de juro do crédito à habitação e a prestação média da casa aumentaram em abril face ao mês anterior. Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), a taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação situou-se em 1,465% em abril, tendo aumentado ligeiramente (0,020%) quando comparada com março – está a subir há oito meses, desde agosto.

Notícia sobre:

Bancos aumentam avaliação das casas cinco euros em outubro (gráficos)

Notícia sobre: