Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Importação de máscaras dispara 1.800% na UE – Luxemburgo é o país que mais gasta

Eurostat
Eurostat
Autor: Redação

O valor das importações de máscaras faciais (de proteção) na União Europeia (UE) “cresceu dramaticamente” num ano, tendo passado de 800 milhões de euros no primeiro semestre de 2019 para 14 mil milhões de euros nos primeiros seis meses de 2020, período marcado pela chegada da pandemia da Covid-19. Trata-se de um aumento de 1.800%, segundo dados divulgados esta terça-feira (6 de outubro de 2020) pelo Eurostat.

De acordo com o gabinete de estatísticas da UE, os Estados-Membros com mais população importaram mais máscaras faciais. No entanto, quando se analisa as importações ‘per capita’, percebe-se que há grandes diferenças entre os países. O Luxemburgo, por exemplo, é o país da União Europeia (UE) que mais gastou neste domínio: nos primeiros seis meses de 2020, a aquisição deste equipamento de proteção custou aos cofres do Estado 121 euros por habitante. O montante é quase quatro vezes superior à média europeia (33 euros), sendo a diferença ainda maior quando comparada com Portugal (19 euros).