Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Vistos gold a brilhar: este ano já captaram 601,5 milhões, sobretudo investimento imobiliário

Depois de meses de pior desempenho, setembro registou um crescimento de 30%, em termos homólogos.

Photo by Tiago Aguiar on Unsplash
Photo by Tiago Aguiar on Unsplash
Autor: Redação

O regresso das férias foi bastante dinâmico para o programa dos vistos gold, tendo sido captados 48,5 milhões de euros de investimento no mês de setembro, o que corresponde a uma subida de 29,7% em termos homólogos (37 milhões de euros). E do total, 41 milhões de euros foram provenientes das Autorizações de Residência para Atividade de Investimento (ARI) correspondem à compra de bens imóveis e os restantes 7,4 milhões resultam da transferência de capitais. 

No total, nos primeiros nove meses do ano, o investimento captado pelos vistos gold totalizou 601,5 milhões de euros, mais 1% que um ano antes, segundo contas feitas pela Lusa com base nas estatísticas do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Em setembro, o investimento de 48,5 foi gerado através de 75 vistos gold, dos quais 67 foram atribuídos por via do requisito da aquisição de bens imóveis e oito por via da transferência de capitais.

E, dentro do total de vistos concedidos com a compra de imóveis, 23 corresponderam à aquisição com o objetivo de reabilitação urbana.

Em quase sete anos – o programa ARI foi lançado em outubro de 2012 –, o investimento acumulado até setembro totalizou 4.851.321.701,65 euros, com a aquisição de imóveis a somar 4.378.813.787,85 euros.

Desde a criação deste instrumento, que visa a captação de investimento, foram atribuídos 7.960 ARI, sendo que 7.498 vistos gold por via da compra de imóveis (410 tendo em vista a reabilitação urbana).

Por nacionalidades, a China lidera a atribuição de vistos (4.396), seguida do Brasil (829), Turquia (366), África do Sul (314) e Rússia (283).