Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Vistos gold em queda: investimento recua 46% para 28 milhões em abril

Foram concedidos 53 vistos gold no mês passado, em Portugal, dos quais 45 mediante a compra de bens imóveis. China continua a liderar.

Photo by Christine Roy on Unsplash
Photo by Christine Roy on Unsplash
Autor: Redação

O investimento captado por via de Autorizações de Residência para Atividades de Investimento (ARI), como são conhecidos os vistos gold, caiu 46% em termos homólogos para 28 milhões de euros, em abril de 2020, de acordo com as estatísticas do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). No total, no mês passado, foram atribuídas 53 autorizações de residência, uma queda de 42% face às 92 aprovadas em igual período do ano passado.

Do total do investimento captado no mês passado, segundo o Dinheiro Vivo, 24,4 milhões de euros correspondem ao requisito de aquisição de bens imóveis e 3,6 milhões de euros à transferência de capitais. Não houve, de resto, nenhuma autorização por criação de emprego. Os chineses continuam a liderar o ranking de quem mais investe em Portugal, com 15 vistos gold obtidos em abril. Seguiram-se os cidadãos brasileiros com nove, os iranianos com cinco e os russos com três.

O investimento acumulado pelo programa, lançado há mais de sete anos, em outubro de 2012, totaliza 5.139 milhões de euros, com 7970 ARI aprovadas no âmbito da aquisição de imóveis, num investimento total de 4.638 milhões de euros.

As alterações ao regime - aprovadas no Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) e que previam um travão em Lisboa e Porto - ficaram em suspenso por causa da pandemia da Covid-19. Para já, o Governo decidiu deixar em ‘stand by’ a decisão de alterar as regras.