Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

SIGI: Ores entrou em bolsa há um mês mas ações não negociaram

Olimpo Real Estate Portugal (Ores Portugal) é a primeira Sociedade de Investimento e Gestão Imobiliária (SIGI) a nascer em Portugal.

Markus Winkler on Unsplash
Markus Winkler on Unsplash
Autor: Redação

A Olimpo Real Estate Portugal (Ores Portugal), primeira Sociedade de Investimento e Gestão Imobiliária (SIGI) a nascer em Portugal – na sequência de uma parceria entre o Bankinter e a Sonae Sierra –, entrou em bolsa no dia 24 de junho de 2020, mas as primeiras sessões foram em branco. Agora, um mês depois de ter sido admitida à negociação, a valer 4,00 euros cada, as ações ainda não registaram qualquer variação.

Segundo o ECO, a Ores Portugal foi admitida ao mercado Euronext Access, onde é suposto negociar por chamada, ou seja, duas vezes ao dia, às 10h30 e às 15h30. Ao preço inicial de quatro euros por cada uma das 12,55 milhões de ações, a empresa tem uma capitalização bolsista de 50,2 milhões de euros. Trata-se de uma SIGI que é detida em 12% pelo Bankinter e em 5,14% pela Sonae Sierra, estando 83% do capital disperso em bolsa.

“Neste momento, a ORES SIGI tem apenas liquidez no seu ativo, pelo que não existem mais-valias potenciais nem rendimento. Face à situação do mercado, a ORES SIGI apenas irá começar a investir nos próximos meses. Assim, é normal que um acionista queira manter, neste momento, as suas ações, na expetativa da rentabilidade que esses investimentos vão produzir”, disse fonte oficial da Sonae Sierra, citada pela publicação.

A SIGI conta com 50,05 milhões em ativos, mas quer reforçar a carteira. Dias depois de ter sido criada, realizou um aumento de capital a 4 euros por cada ação (cujo valor nominal é de um euro), que gerou um prémio de emissão de 37,5 milhões de euros. O ECO refere que é com este dinheiro que vai investir nos primeiros imóveis, que numa fase inicial serão ativos comerciais urbanos. 

A acionista minoritária, a Sonae Sierra, que é responsável pela responsável pela gestão da carteira imobiliária e a gestão administrativa da sociedade – o Bankinter faz a gestão estratégica do veículo –, sublinha que a empresa destina-se a “investidores com um perfil de investimento de médio longo prazo”. 

Fonte oficial da Euronext Lisbon, também citada pela publicação, considera que “tratando-se de uma empresa recém-criada, ainda a constituir portefólio, não existem, à partida, muitas razões para que as suas ações sejam transacionadas”. “Ou seja, não há ainda novidades: não há compra de ativos ou negócios imobiliários que motivem um aumento de interesse nas ações, uma subida do seu preço, etc. Acresce a esta possível explicação o próprio perfil das SIGI, de distribuição de dividendos”, acrescenta.