Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Berardo usa imóveis avaliados em 8 milhões para pagar caução

Pagamento será feito através de uma hipoteca de ativos em nome de alguns dos familiares do empresário detido por vários crimes.

Joe Berardo
Autor: Redação

Detido há menos de um mês por vários crimes, entre os quais burla qualificada, fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais, o empresário madeirense Joe Berardo vai pagar a caução pedida pelo Ministério Público, no valor de cinco milhões, como medida de coação. O pagamento será feito através de uma hipoteca sobre imóveis que estarão em nome de alguns dos seus familiares avaliados num total de 8 milhões.

Esta forma de pagamento foi aceite pelo juiz de instrução Carlos Alexandre, segundo conta o ECO, recordando que Joe Berardo foi detido juntamente com o seu advogado, André Luiz Gomes.

Segundo o Ministério Público, a investigação envolve um grupo “que entre 2006 e 2009 contratou quatro operações de financiamentos com a CGD, no valor de cerca de 439 milhões de euros” e que terá causado “um prejuízo de quase mil milhões de euros” à Caixa Geral de Depósitos (CGD), ao Novo Banco e ao BCP.

O caso conta com 11 arguidos (cinco pessoas individuais e seis pessoas coletivas) foi tornado público depois de uma operação policial em que foram feitas cerca de meia centena de buscas, três das quais a estabelecimentos bancários.