Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Prédio devoluto junto à Torre dos Clérigos muda de mãos e será um hotel

Imóvel encontra-se na Rua da Galeria de Paris 49 e tem 3.918 m2, tendo sido vendido a um fundo institucional.

Prédio devoluto junto à Torre dos Clérigos transformado em hotel
CBRE
Autor: Redação

A cidade do Porto vai ter mais um hotel, que nascerá no número 49 da Rua da Galeria de Paris, um imóvel que está devoluto e que se encontra situado muito perto, por exemplo, da Torre dos Clérigos. O projeto prevê a construção de uma unidade hoteleira de quatro estrelas com 3.918 metros quadrados (m2). 

Segundo a CBRE, que assessorou o vendedor, o comprador do imóvel foi um fundo institucional, que estabeleceu um contrato de arrendamento com um operador hoteleiro internacional, a Staycity, empresa britânica “líder no segmento dos aparthotéis, sob a sua marca premium Wilde by Staycity”.  

“O desenvolvimento do projeto e da operação imobiliária são assegurados pelo consórcio entre o Grupo Casais e a Kailash Capital Investments, sendo este um ativo que se insere num segmento de valorização premium, e que alinha com as competências e conhecimento de construção sustentável desenvolvidas pela Casais”, refere a consultora em comunicado, não revelando, no entanto, o nome do vendedor e do fundo institucional que comprou o imóvel devoluto. 

"Dar uma nova oportunidade a um imóvel devoluto"

Citada na nota enviada às redações, Clara Sequeira Pinto, Senior Consultant da área de Hotels da CBRE Portugal, refere que “a Rua da Galeria de Paris é uma das mais emblemáticas zonas da cidade do Porto, não só pela diversão noturna, mas também pela sua história”.

“É também uma rua com vários acessos e muito próxima de pontos de referência históricos, como a Torre dos Clérigos. A concretização deste negócio vai dar uma nova oportunidade a um imóvel que se encontrava devoluto e contribuir para a reabilitação da própria rua, ao mesmo tempo que acentua a dinâmica do setor da hotelaria e do turismo da Invicta”, acrescenta. 

Já Eduardo Pimenta, diretor de Capital Markets do escritório da CBRE Portugal no Porto, destaca que “esta transação demonstra a confiança dos investidores no presente e futuro do turismo na cidade e que irá continuar a representar uma alavanca para o desenvolvimento” da mesma. “É importante manter o desenvolvimento de novos projetos, valorizar o património existente e retomar a dinâmica que tem permitido dar uma vida nova ao centro histórico da cidade”, conclui.