Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Ex-futebolista do FCP suspeito de desviar 400.000 euros em negócio de construção civil

Autor: Redação

Agostinho Caetano, antigo jogador do FC Porto – também representou o Penafiel, o Tirsense e o Sporting de Espinho –, é agora empresário de construção civil. Tem 51 anos e é arguido por burla qualificada, sendo suspeito de ter lesado um casal de idosos (Agostinho e Nazaré Melo), que são proprietários de uma empresa de terraplanagem.

Em causa está o facto do ex-futebolista ter contratado, em 2010, uma obra no valor de 1,1 milhões de euros e de não ter conseguido pagar o valor total, tendo saldado pouco mais de 600.000 euros, escreve o Correio da Manhã. 

Segundo a publicação, na impossibilidade de pagar em dinheiro e para cobrir os mais de 400.000 euros em falta aos lesados, Caetano propôs entregar ao casal dois apartamentos na cidade do Porto.

Celebraram-se os contratos de compra e venda, mas as escrituras foram sendo sempre adiadas, ao longo de seis anos. Certo é que com as chaves em sua posse, o casal pagou condomínio e arrendou os dois apartamentos.

Mais tarde, quando se demitiu da sua empresa, a ViaParedes, Lda., Caetano apresentou um plano de recuperação e foi aí que interpôs duas ações judiciais a exigir a devolução dos imóveis, mas sem pagar os mais de 400.000 euros que continua a dever ao casal, refere o diário. 

Inicialmente, o Ministério Público (MP) arquivou o processo de burla, dizendo que o casal deveria seguir para as instâncias cíveis. Mas os lesados não se conformaram e pediram a abertura de instrução do processo, que foi aceite, com o debate instrutório a começar esta quinta-feira (7 de junho), no tribunal de Marco de Canaveses.