Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Estação de Arroios do Metro de Lisboa só vai abrir em 2021 – obras vão custar 6,7 milhões

Wikimedia commons
Wikimedia commons
Autor: Redação

O Metro de Lisboa aprovou a adjudicação do concurso para execução da empreitada de ampliação da estação de Arroios a um consórcio constituído por quatro empresas portuguesas, entre elas a DST e Efacec. As obras deverão arrancar no final do ano e ficar concluídas em meados de 2021.

O preço base deste concurso tinha sido fixado em 6,84 milhões de euros, mais IVA, mas a adjudicação foi fechada “pelo preço contratual” de 6,67 milhões, mais IVA, segundo o comunicado enviado à imprensa. Segundo a empresa, a assinatura do contrato deverá acontecer esta semana.

"[Depois], o procedimento será remetido para visto prévio do Tribunal de Contas, prevendo-se que a consignação da empreitada ocorra até final do corrente ano e que as obras tenham uma duração de 18 meses, após a data da consignação”. Quer isto dizer que a estação só deverá abrir ao público em 2021.

Os trabalhos de reabilitação da estação Arroios preveem a ampliação “do cais da estação de 70 para 105 metros de forma a receber composições de seis carruagens”, mas também a “reformulação dos átrios” ou a “introdução de elevadores” para acesso a pessoas de mobilidade condicionada.