Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Concursos de obras públicas disparam na pandemia: sobem 24% até maio e estão em máximos de 2010

Em causa estão dados que constam na edição de junho do Barómetro das Obras Públicas da AICCOPN.

Autor: Redação

Os concursos de obras públicas promovidos até final de maio aumentaram 24% face ao mesmo período de 2019, para 2.213 milhões de euros, mas os contratos celebrados recuaram 30% para 627 milhões de euros. Em causa estão dados que constam na edição de junho do Barómetro das Obras Públicas da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN).

Segundo o documento, o valor dos concursos promovidos nos primeiros cinco meses do ano “é, em termos homólogos, o mais elevado desde o início da série, em 2010”. Um indicador interessante, tendo em conta a crise iniciada com pandemia de Covid-19.

Já o volume de contratos de empreitadas, no âmbito de concursos públicos, celebrados até ao final de maio e objeto de reporte no Portal Base, somou 627 milhões de euros, recuando 30% face ao período homólogo.

A AICCOPN revela ainda que “a variação homóloga temporalmente comparável (v.h.t.c.), ou seja, utilizando apenas a informação que é disponibilizada até ao dia 15 de junho de cada ano, é de -18%”.

Já os contratos de empreitadas celebrados em resultado de ajustes diretos e consultas prévias totalizaram 152 milhões de euros, mantendo-se “relativamente inalterado” face ao registo do ano passado, com menos 1%, valor a que corresponde uma v.h.t.c. de 20%.

“Na sua globalidade, o total de empreitadas de obras públicas objeto de celebração de contrato e registo no Portal Base, foi de 868 milhões de euros, menos 22% em termos homólogos, registando-se uma v.h.t.c. de -9%”, conclui a associação.