Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Atividade e carteira de encomendas da reabilitação urbana recuam em junho devido à Covid-19

Nível de atividade diminuiu 11,3% num ano e carteira de encomendas contraiu 5,3%, segundo a AICCOPN.

Fabrice Parchet on Unsplash
Fabrice Parchet on Unsplash
Autor: Redação

Em junho, o nível de atividade das empresas de reabilitação urbana contraiu-se 11,3% em termos homólogos e 1,2% face ao mês anterior, uma “variação que traduz o sentimento dos empresários e as dificuldades imediatas que a pandemia coloca sobre a cadeia produtiva do setor”, conclui o Barómetro da Reabilitação Urbana da dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN).

No que diz respeito ao índice Carteira de Encomendas, registou-se também uma quebra em termos homólogos (-5,3%) e em cadeia, ou seja, face a maio (-3,3%).

Já a produção contratada, ou seja, o tempo assegurado de laboração a um ritmo normal de produção, aumentou, em junho, para 8,7 meses, recuperando da quebra abruta registada em março.

“Em junho, atendendo à informação obtida no inquérito mensal à Reabilitação Urbana realizado pela AICCOPN aos empresários do setor que atuam neste segmento de mercado, observa-se uma nova redução dos principais indicadores qualitativos”, conclui a entidade.