Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

century 21 diz que rendas na periferia de lisboa vão baixar 200 euros

menor rendimento das famílias faz com que haja ajustes no valor exigido pelos proprietários
Autor: Redação

o ceo da imobiliária century 21, uma das principais a actuar no país, adiantou o que o mercado de arrendamentovale mais de 50% das transacções da empresa para o mercado ibérico da multinacional norte-americana. segundo ricardo sousa, o menor rendimento das famílias está a levar a um “inevitável ajuste” do valor exigido pelos proprietários, sobretudo nas zonas periféricas de lisboa: “o ajuste deve ficar em 300 euros para um t2. em loures e sintra vão baixar em média 200 euros

de acordo com o responsável, citado pelo jornal de negócios (jdn), o segmento mais favorável para actuar actualmente é o “médio e médio baixo” e não o de luxo, como se tem dito. ricardo sousa revelou ainda que a venda de casas da banca é um dos negócios mais importantes da mediadora, tendo em conta o aumento de dações em pagamento que se está a registar. “em 2012, devemos transaccionar 50 milhões de euros de imóveis da banca. no ano passado, representou 15% da facturação, este ano queremos que duplique”, frisou