Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Century 21

Últimas notícias sobre "Century 21" publicadas em idealista.pt/news

Rendas congeladas em Berlim? "É uma 'jogada' perigosa" e não vai aumentar oferta de casas novas

Oito em cada 10 pessoas que vivem em Berlim, na Alemanha, são inquilinos, ou seja, há na capital alemã 80% de arrendatários e 20% de proprietários, diz ao idealista/news Christian Ammann, CEO da Century 21 Alemanha. Um cenário muito diferente – praticamente inverso –, portanto, daquele que se vive em Lisboa. Sobre a recente decisão de se avançar com o congelamento das rendas durante cinco anos em Berlim, Ammann mostra-se cauteloso e diz que é preciso “esperar para ver” os resultados, mas considera que a nova lei não contribuirá para o aumento de oferta de apartamentos novos - o grande problema da cidade.

Notícia sobre:

“Cultura de ser proprietário vai manter-se em Portugal, mas vai haver uma correção”

A Century 21 Portugal realizou 2.539 operações de arrendamento em 2019, mais 408 que no ano anterior. Uma subida homóloga de 19% que Ricardo Sousa, CEO da mediadora, vê com bons olhos, apesar de considerar que ainda há um longo caminho a percorrer no mercado de arrendamento em Portugal. “A tendência será aumentar a quota do mercado. A cultura de ser proprietário vai manter-se, mas acreditamos que vai haver uma correção”, diz ao idealista/news.

Notícia sobre:

Arrendamento a ganhar força em Portugal e mediadoras dão prova disso

Numa altura em que o arrendamento está na ordem do dia, o mercado parece dar sinais de estar a ganhar força. Em 2019, a Century 21 Portugal realizou 2.539 operações de arrendamento, mais 408 que no ano anterior. Trata-se de “uma subida histórica de 19%, numa inflexão clara da tendência verificada no ano anterior”, refere a mediadora.

Notícia sobre:

“As habitações têm um papel determinante na sustentabilidade ambiental”

"É necessário procurar formas de crescimento que consolidem a atividade imobiliária, contudo, a sustentabilidade ambiental, a eficiência e a inovação serão os pilares do novo paradigma para repensar as cidades”. A garantia é dada por Ricardo Sousa, CEO da Century 21 Ibéria, que participou numa mesa redonda organizada pela Asociación Española de Franquiciadores (AEF) e integrada no programa de atividades que decorreram em Madrid, Espanha, no âmbito da Cimeira do Clima COP 25. 

Notícia sobre:

"As oportunidades de investimento no imobiliário agora acompanham a expansão do metro"

Notícia sobre:

Comprar ou arrendar casa? Ser proprietário exige menor esforço financeiro em todo o país

Os preços das casas dispararam nos últimos tempos. Mas arrendar um imóvel também ficou mais caro. Então o que é melhor, ser proprietário ou inquilino? Um estudo conclui que adquirir uma casa em Portugal implica sempre um menor esforço financeiro. 

Notícia sobre:

Restelo Prestige: 18 apartamentos novos com vista para o Tejo chegam ao mercado

Com tipologias T2 e T3, garagens e excelentes varandas com vistas para a cidade e rio Tejo, o novo empreendimento de construção nova já está a ser comercializado.

Notícia sobre:

Transações imobiliárias vão cair em 2019 e ajudar a estabilizar preços

O imobiliário em 2019 será marcado por um arrefecimento do número das transações e estabilização dos preços nos centros das principais cidades, antecipa ao idealista/news Ricardo Sousa, CEO da Century 21.

Notícia sobre:

Preços das casas vão começar a subir também nas periferias

Depois do centro das cidades, as periferias. É nas zonas limítrofes que está agora o maior potencial de valorização das casas, que tem vindo a crescer ininterruptamente. Segundo os especialistas, nos bairros e zonais centrais das duas principais cidades do país os preços já subiram “o que tinham para subir”, atingindo “valores inacessíveis para muitas famílias”. 

Notícia sobre:

Mudanças à vista: preços das casas vão descer em 2019

O imobiliário bateu recordes “nunca antes vistos” em 2018, quer em transações, quer em volume de investimento. A subida de preços foi notória, com os portugueses a ter de “abrir cordões à bolsa” para comprar casa. A dinâmica vai manter-se, mas o equilíbrio será palavra de ordem em 2019. Os preços devem não só estabilizar, como descer, à boleia das novas construções, segundo as previsões dos especialistas.

Notícia sobre: