Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Misericórdias de Vale de Cambra, Lamego e Gaia aderem ao programa Reabilitar para Arrendar

Autor: Redação

As misericórdias de Vale de Cambra, Lamego e Vila Nova de Gaia juntaram-se ao programa Reabilitar para Arrendar da Santa Casa da Misericórdia do Porto (SCMP), que até final do ano terá dois prédios recuperados.

A SCMP tem já afetados ao programa nove edifícios situados na zona histórica da cidade “e mais 11 na fila para poderem entrar”, adiantou o provedor António Tavares, citado pela Lusa.

Segundo o responsável, até final do ano, a recuperação dos edifícios localizados nas ruas Cândido dos Reis e Chã estará concluída. Trata-se de um programa “muito positivo, porque evita a descapitalização da instituição e permite ao mesmo tempo a reabilitação do seu património”, disse, salientando que a reabilitação de cada prédio custa pelo menos 500.000 euros e que a recuperação do edifícios incluídos no património da SCMP abrangidos ronda os cinco milhões de euros.

Gerido pelo Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), o programa Reabilitar para Arrendar disponibiliza um simulador no qual os potenciais investidores podem verificar os montantes mensais a pagar, bem como a renda condicionada que terão de praticar depois de concluídas as obras de reabilitação.