Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Viver em Portugal: Guarda, Santarém e Bragança são os distritos mais seguros

Évora e Viseu completam o top5 dos distritos mais seguros do país, segundo o barómetro da Securitas Direct.

Segurança em Portugal
Foto de Katie E no Pexels
Autor: Redação

Onde é que é mais seguro viver em Portugal? Guarda, Santarém e Bragança são os três distritos mais seguros do país, segundo o Barómetro de Segurança 2020 da Securitas Direct, que avalia as várias zonas do país tendo em conta o número de incidências registadas. A completar o top5 está Évora e Viseu.

Em concreto e de acordo com o barómetro, o distrito mais seguro de Portugal é mesmo o da Guarda, já que a taxa de incidência de ocorrências é a mais baixa de todas (0,36%). Em segundo está o distrito de Santarém (0,51%), seguido de Bragança (0,52%),  Évora (0,62%) e Viseu (0,65%), lê-se no comunicado enviado às redações.

Estes são os cinco distritos em território nacional que registaram as menores taxas de incidência, que são calculadas partindo do número de disparos reais dos alarmes e instruções detetadas pela Central Recetora de Alarmes da empresa face ao total de instalações de segurança que supera as 160.000.

Barómetro de Segurança 2020 da Securitas Direct
Barómetro de Segurança 2020 / Securitas Direct

Onde é que são detetadas mais incidências?

No segmento dos particulares, as vivendas e moradias representam a esmagadora maioria das incidências com nove em cada 10 casos. Já os apartamentos representam apenas 10%.

A nível nacional os pequenos negócios – lojas e restaurantes – registaram cerca de seis em cada 10 tentativas (59%) de roubo ou intrusão, enquanto os escritórios e empresas registaram 29% das incidências e os ativos industriais apenas 12%, revela a mesma publicação.

Segundo o barómetro, a maioria dos assaltos e tentativas de assalto em 2020 ocorreu entre a uma e as quatro da manhã, o que representa cerca de 29,5% das incidências reais durante este período de tempo. A segunda-feira é o dia da semana onde se registam mais incidências deste tipo.

Segurança nas lojas em Portugal
Foto de Lisa no Pexels