Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Lojas

Porto: câmara quer reduzir em 50% as rendas de imóveis municipais ligados ao setor do turismo

A Câmara Municipal do Porto (CMP) quer apoiar estabelecimentos comerciais direta ou indiretamente ligados ao turismo que tenham atividade em imóveis municipais, reduzindo para metade (50%) as rendas cobradas. Rui Moreira, presidente da autarquia, apresenta segunda-feira (21 de setembro de 2020), em reunião de Executivo Municipal, a proposta em causa, que visa atenuar os prejuízos causados pela pandemia da Covid-19. A ser aprovada, a medida significará uma perda de receita de cerca de 280.000 euros. 

Notícia sobre:

Lojistas e centros comerciais não se entendem sobre aplicação do novo regime de rendas variáveis

Uma proposta de alteração ao Orçamento suplementar, apresentada pelo PCP e aprovada sem votos contra, isenta as lojas de centros comerciais do pagamento parte fixa (mínima) da renda até ao fim do ano, sendo apenas devida a componente variável, calculada em função das vendas. Ainda assim, as partes não se entendem quanto à aplicação do novo regime, e não chegam a consenso sobre a data a partir da qual a medida tem efeito.

Notícia sobre:

Mercadona inaugura supermercado em antiga fábrica de Ermesinde - o 15º em Portugal

A cadeia espanhola de supermercados Mercadona mantém em curso o plano de expansão em Portugal e, desta vez, abriu uma nova loja em Ermesinde - a 15ª que soma no mercado nacional. O espaço escolhido, neste caso, era da antiga Fábrica de Fiação e Tecidos de Sá.

Notícia sobre:
Gtres

Fim do negócio em tempos de pandemia: o trespasse é uma (boa) solução?

Com a pandemia da Covid-19 a não dar sinal de tréguas, nomeadamente na Área Metropolitana de Lisboa, muitos têm sido os negócios a fechar portas, por falta de capacidade económica para continuar a aguentar a redução da procura. Qual será, nestes casos, a melhor opção? O trespasse pode ser a luz ao fundo do túnel? Explicamos tudo sobre este modelo de negócio, com fundamento jurídico.

Notícia sobre:

Novo dono do Dolce Vita Ovar investe 2 milhões para renovar centro comercial

A White Sand Capital, ligada ao magnata africano Nathan Kirsh, e agora proprietária do falido Dolce Vita Ovar - adquiriu o ativo em março deste ano - vai investir cerca de 2 milhões de euros na reabilitação deste centro comercial localizado em Aveiro. O objetivo passa por criar um novo conceito, focado na vertente “vida lifestyle”, que irá incluir um rebranding do próprio espaço.

Notícia sobre: