Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Empreitadas

Últimas notícias sobre "Empreitadas" publicadas em idealista.pt/news

CML mantém plano de investimentos inalterado – lança obras no valor de 67 milhões

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) aprovou, em reunião privada do executivo municipal realizada dia 9 de abril de 2020, o maior pacote de investimento deste mandato, lançando concursos ou adjudicando obras num valor superior a 67,1 milhões de euros.

Notícia sobre:

Câmara de Penamacor contrata empreiteiro para obra acabada há já três anos

O presidente da Câmara Municipal de Penamacor, António Breites, terá adjudicado uma obra de quase 150 mil euros em 2018, três anos depois de a mesma ter sido acabada. A empresa contratada tem ligações familiares à ex-vereadora que, meses antes, tinha renunciado ao mandato por ter sido judicialmente confrontada com a ilegalidade de outras adjudicações municipais a familiares.

Notícia sobre:

... mas montante dos anúncios de empreitadas de obras públicas cai 57,7% num ano

O montante dos anúncios de empreitadas de obras públicas lançados em janeiro diminuiu 57,7% face ao mesmo mês de 2017, confirmando a tendência de abrandamento do mercado desde agosto do ano passado, de acordo com a Federação Portuguesa da Indústria da Construção e Obras Públicas (FEPICOP).

Notícia sobre:

Construção virou as costas à crise... Estará pronta para dar o salto?

Depois da recessão, a bonança. Adeus crise, olá crescimento? Veremos. O setor da construção está novamente de boa saúde, ou pelo menos a dar sinais de sólida recuperação. Depois da crise, é chegada a hora – dizem os especialistas – de dar o salto. Espera-se que Portugal viva uma forte expansão no setor nos próximos três anos, um aumento previsto de 15% entre 2018 e 2020. O ritmo de crescimento foi cauteloso, mas positivo. Mais que isso: superou as expectativas.

Notícia sobre:

Construção vai continuar a crescer em 2018, mas a um ritmo mais lento

O setor da Construção deverá manter uma “trajetória positiva” em 2018. A FEPICOP já tem estimativas: prevê um crescimento de 4,5% no próximo ano. O ritmo, ainda assim, vai abrandar face a 2017, ano em que foi registado um crescimento de 5,9%.

Notícia sobre:

Licenciamento e construção de edifícios disparam

O setor da construção parece ter posto a crise atrás das costas, com o licenciamento e a construção de edifícios a dispararem face ao ano passado. No terceiro trimestre de 2017, os edifícios licenciados aumentaram 6,7% face ao período homólogo, correspondendo a 4,5 mil edifícios. Relativamente aos edifícios concluídos, registaram um aumento de 23,2%, perfazendo 3,3 mil edifícios.

Notícia sobre:

Obras públicas: anúncios de concursos e contratos publicados disparam em maio

Em maio, foram publicados no Diário da República 1.102 anúncios de abertura de concursos de aquisição de bens, serviços e empreitadas, totalizando 627 milhões de euros, dos quais 305 milhões (49%) foram relativos a empreitadas de obras públicas. Trata-se de um aumento mensal de 335 anúncios publicados e homólogo de 349 anúncios, sendo este um dos valores mais elevados desde janeiro de 2014.

Notícia sobre:

ACT suspendeu 16 obras e detetou 280 irregularidades no setor da construção

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) suspendeu 16 obras no final de maio, na sequência de uma ação inspetiva a nível nacional no setor da construção que visou promover a redução da sinistralidade. A inspeção decorreu entre 22 e 26 de maio e foram acompanhadas mais de 750 empresas em cerca de 330 estaleiros de construção civil. Verificaram-se cerca de 280 irregularidades, relacionadas sobretudo com andaimes e equipamentos de trabalho.

Notícia sobre:

Teixeira Duarte ganha concurso para construção do Túnel do Marão

O consórcio da Teixeira Duarte e da EPOS ganhou o concurso lançado pela Estradas de Portugal (EP) para a construção da seção central do Túnel do Marão, com uma proposta de 88,1 milhões de euros.

Notícia sobre:

Construção de dique na Lagoa de Óbidos sem efeito

O Ministério do Ambiente desistiu da construção de um dique na Lagoa de Óbidos para fixar a aberta da Foz do Arelho, por considerar que a solução não reúne garantias de êxito. “A solução para a Lagoa de Óbidos passará apenas pela realização de dragagens do corpo lagunar, ficando assim de lado a opção que passava pela construção de um dique de guiamento”, revelou, em comunicado, o Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia.

Notícia sobre: