Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

OCDE

Últimas notícias sobre "OCDE" publicadas em idealista.pt/news

Economia portuguesa está a recuperar mas ritmo abrandou

A economia portuguesa continua a recuperar da queda provocada pela pandemia da Covid-19, apesar do ritmo ter abrandado em agosto, segundo o indicador compósito avançado da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), divulgado esta terça-feira (14 de setembro de 2021).

Notícia sobre:

Comprar casa em Portugal: risco de sobre-endividamento é o maior de toda a OCDE

Os preços de casas estão a aumentar rapidamente. E as despesas com a casa são, em média, as que mais pesam nos orçamentos familiares - uma média de 31%. Este é um cenário que se regista na maioria dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), mas é em Portugal onde as famílias sentem mais o peso dos créditos à habitação e correm o risco de sobre-endividamento.

Notícia sobre:

IRC mínimo global defendido pelo G7 – o que é e como funciona?

O sistema tributário internacional está a um passo de mudar. Os ministros das Finanças dos sete países mais ricos do mundo – os chamados G7 que inclui os Estados Unidos, o Reino Unido, a Alemanha, a França, a Itália, o Canadá e o Japão - reuniram-se este sábado em Londres e conseguiram alcançar um compromisso: definir uma taxa mínima de IRC a nível mundial de pelo menos 15%. O objetivo passa por desincentivar a deslocação de gigantes multinacionais para países onde pagam menos impostos.

Notícia sobre:

Carga fiscal continua em máximos em Portugal (34,8%) – e acima da média da OCDE

A carga fiscal em Portugal manteve-se nos 34,8% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019, o mesmo valor apurado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) no ano anterior. Já a média da OCDE desceu 0,1% entre 2018 e 2019, de 33,9% para 33,8%. Em causa estão dados que constam no boletim anual sobre as receitas fiscais obtidas pelas economias que pertencem à OCDE, relativo a 2020.

Notícia sobre:

Salários Vs impostos: portugueses ganham 73% do vencimento bruto

Um português ganha apenas 73% do seu ordenado bruto, sendo que a percentagem restante vai para os cofres do Estado através de contribuições sociais e impostos. Se a estas contas se juntar o valor que o próprio empregador paga à Segurança Social por cada remuneração, o peso dessas obrigações é ainda mais maior, com 41% do valor despendido pelos patrões a não chegar à conta dos  funcionários. Segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), a carga fiscal praticada em Portugal é mais pesada que a média dos países da entidade.

Notícia sobre:

Portugal, o país da OCDE onde mais subiram os encargos com a habitação

O esforço que as famílias portuguesas têm de fazer para suportar as despesas com a habitação é hoje mais alto do que em 2010. Portugal é, de resto, o país dos 35 membros da OCDE onde os encargos com a casa mais subiram no período de uma década. Ainda assim, a proporção de agregados com rendimentos mais baixos que gastam mais de 40% do orçamento em habitação diminuiu.

Notícia sobre:

A evolução da carga fiscal em Portugal nos últimos 50 anos

Nos últimos 53 anos – entre 1965 e 2017 –, a carga fiscal mais que duplicou, tendo passado de 15,7% para 35,4%. Trata-se de um aumento de 19,7%, o terceira mais alto da OCDE. Só Grécia e Espanha tiveram aumentos superiores.

Notícia sobre:

Idade da reforma vai aumentar 2,6 anos para quem começar agora a trabalhar

A idade média de acesso à pensão entre os que estão a reformar-se e a iniciar agora a vida ativa deverá aumentar 2,6 anos em Portugal, passando dos 65,2 para os 67,8 anos, segundo o "Panorama das pensões 2019", da OCDE.

Notícia sobre: