Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Concertos, caminhadas, teatro, cinema e mais na 'Estrada' do Alentejo

Festival, que liga a serra ao mar em Santiago do Cacém, decorre até ao próximo domingo, 12 de setembro.

Festival “A Estrada”
Captura de ecrã Youtube Festival “A Estrada”
Autor: Redação

Da aldeia de São Francisco da Serra, em Santiago do Cacém, à praia da Costa de Santo André. Este será o caminho que o festival “A Estrada” irá percorrer de 8 a 12 de setembro de 2021, com concertos, caminhadas, teatro, cinema, artes performativas e outras atividades. O certame alentejano é organizado pela Transiberia, o atelier de arquitetura Artéria e o município de Santiago do Cacém.

O evento propõe um conjunto de visitas, caminhadas e conversas para dar a conhecer alguns lugares fundamentais para a perceção da especificidade morfológica do território e de algumas atividades, tradições e gastronomia próprias da região.

“A Estrada é o lugar para observar tradições, refletir transições e induzir transformações. Um meta-lugar, entre a realidade física dessa linha e os imaginários em torno desta e de outras estradas que percorremos, enquanto nos confrontamos com elementos que nos ligam ao entendimento do território: aldeia, fábrica, monte, venda, lagar, montado, asfalto, ruína, areia, vento, céu e mar”, lê-se no site do festival.

No seu ano 0, o festival “A Estrada” risca no território uma programação cultural que cruza as expressões artísticas locais, como o cante alentejano das “Vozes d’Além Tejo” e o acordeão de Maria Adélia Botelho, com outras expressões artísticas contemporâneas fundadas na tradição, como os “Sampladélicos” e O Gajo.

Convoca-se a música improvisada de Charlie Mancini para um diálogo com a natureza em torno da Lagoa de Santo André e junta-se Gaspar Varela, jovem talento da guitarra portuguesa, com o seu mestre Paulo Parreira, com ascendência em São Francisco da Serra, num concerto único a realizar na Praia da Costa de Santo André.

O festival terá quatro palcos, em quatro lugares diferentes: o Palco Serra, o Palco Estrada, o Palco Lagoa e o Palco Praia.

Nos primeiros dias, o festival decorre no Palco Serra, na aldeia de São Francisco da Serra, mais concretamente no terreiro da antiga corticeira daquela localidade. As atividades mudam-se, a 10 de setembro, para o Palco Estrada, no terreiro do lugar do Farrobo, e no dia seguinte, 11 de setembro, para o Palco Lagoa, situado no Monte do Paio, em plena Reserva Natural das Lagoas de Santo André e da Sancha. O encerramento do festival, no dia 12, tem lugar no areal da praia, no Santo André Beach Lounge (Palco Praia).

Todos os espetáculos são gratuitos mediante a reserva de bilhete para bilheteira@festivalaestrada.pt ou 967714890 (Luísa Pereira). Programa completo do festival e toda a informação estão disponíveis aqui www.festivalaestrada.pt